Alunos auxiliaram na apresentação sobre os benefícios da composteira (Foto: Cassiane Rodrigues)

A Escola Municipal de Educação Infantil Arco-Íris, do bairro Aviação, começou nesta semana a primeira de muitas iniciativas que devem ser realizadas no ambiente escolar durante três anos. Com a parceria da Secretaria do Meio Ambiente, foi instalada uma composteira no pátio da escola.

A iniciativa leva em conta o plano de gestão da equipe diretiva, que visa a conscientização sobre a sustentabilidade. A diretora Fátima Nicolay e as vices Liége Martins e Eliane Kroth pretendem realizar diversas iniciativas com o intuito de educar os alunos desde cedo sobre a importância do meio ambiente.

A diretora da escola, Fátima Nicolay, ressalta que desde o início do ano letivo algumas medidas já estão sendo tomadas. Com o auxílio dos pais dos alunos – que fazem a separação dos materiais reciclados – a escola recolhe e comercializa os mesmos.

O valor arrecadado com a venda dos materiais é utilizado para promover melhorias na escola. Recentemente, receberam a aprovação da inscrição no programa Tampinha Legal. Promovido pelo Instituto SustenPlást e mantido por empresas do setor como a America Tampas, em Venâncio Aires, o programa garante o repasse total dos recursos obtidos com a venda de tampinhas para as entidades cadastradas.

Nos três anos de gestão, todas as atividades realizadas no educandário devem seguir o viés sustentável. Fátima ressalta que é na educação infantil que começa a conscientização e as crianças já passam a perceber os detalhes, fazer comparações. “Eles aprendem aqui e levam para as famílias, é um trabalho de expansão”, comenta.

Na manhã de terça-feira, 9, uma equipe da Secretaria de Meio Ambiente esteve na escola para a implantação de uma composteira no pátio. O secretário da pasta, Clóvis Schwertner, destaca que iniciativas como essa são importantes ainda na educação infantil. “É importante mostrarmos para as crianças coisas que são viáveis de fazer, que tem um custo baixo e são eficientes”, ressalta.

Ele afirma que é importante que a escola dê o exemplo de fazer o processamento do lixo orgânico para virar adubo e beneficiar na horta. “Com certeza esse trabalho vai se expandir para a família, temos muitas vantagens”, defende.

Schwertner explicou para as crianças a importância e benefícios de se ter uma composteira em casa. Participaram da atividade alunos do Nível III, Pré A, Pré B1 e Pré B2. A secretária de Educação, Joice Battisti Gassen, também acompanhou os trabalhos.

REUTILIZAR, RECRIAR E REAPROVEITAR

No projeto de gestão apresentado pela equipe diretiva foi apresentada a ideia de reutilizar, recriar e reaproveitar o material reciclado em sala de aula. A intenção é mostrar para a comunidade que o espaço escolar pode ser utilizado para a conscientização da importância de separar o lixo seco do orgânico. “Inclusive o ninho de Páscoa que os alunos vão ganhar será com material reciclável”, afirma a diretora.

A intenção é que seja realizada uma mostra pedagógica com trabalhos feitos por cada turma com ênfase no tema geral da escola, que é ‘Semeando novas atitudes em busca da sustentabilidade’.