Transporte indefinido para seis escolas estaduais de Venâncio

-

O transporte escolar em Venâncio Aires será retomado nesta quinta-feira, 6, com o início das atividades presenciais nas Escolas Municipais de Ensino Fundamental (Emefs) e o retorno dos Anos Finais (6º ao 9º anos) das estaduais.

Mas essa volta será parcial e uma das partes ainda não foi definida. É o caso dos roteiros que levam estudantes das escolas estaduais Frida Reckziegel, Mariante, Sebastião Jubal Junqueira, Professora Helena Bohn, Miguel Macedo de Campos e Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

A responsável por esses roteiros é a Viasul e a Secretaria de Educação de Venâncio ainda estuda com a empresa a viabilidade de cobrir os trajetos. “Ainda está sendo estudado, porque o número atual de alunos que precisariam de transporte é baixo. Se houver um interesse maior, é possível que até o dia 11 de maio o transporte já aconteça”, projetou o secretário Émerson Henrique.

Caso a procura pelas aulas presenciais continue baixa, o transporte com compra de passagem ficaria inviável para o transportador e a Prefeitura precisaria de outro meio. Uma alternativa seria um processo emergencial, para contrato semelhante ao fretado (pago por quilômetro rodado). “Mas isso demandaria ainda mais tempo”, avaliou Henrique.

Orientação

O que pode ajudar a explicar a baixa procura de alunos pelas aulas presenciais, é que o Estado retomou as atividades com uma carga menor por turno: três horas ao invés de quatro. Com isso, como os veículos se organizam conforme os horários ‘cheios’ e os quais serão implementados nas Emefs, muitos alunos teriam de esperar no início e no fim das aulas.

Mas, conforme orientação da 6ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), as escolas estaduais podem optar pela ampliação do horário. “Já há uma orientação nesse sentido. Se nas escolas onde há a parceria do transporte com o Município houver a necessidade de aumentar para quatro horas, é possível fazer a alteração”, explicou o coordenador da CRE, Luiz Ricardo Pinho de Moura.

Cronograma

  • Hoje, 6, voltam a circular os veículos fretados (vans) e das empresas Chimatur e Reckziegel.
  • Na próxima terça-feira, 11, a Viasul (empresa com maior número de linhas) voltará com o transporte das escolas estaduais Wolfram Metzler, Monte das Tabocas, Cônego Albino Juchem, Professora Leontina, Cristiano Bencke, Zilda de Brito Pereira e Pedro Beno Bohn.
  • Também no dia 11, a Viasul ainda retorna com o transporte das escolas municipais Dom Pedro II, Narciso Mariante de Campos e Odila Rosa Scherer.

Justiça

A juíza Cristina Marchezan, da 1ª vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, indeferiu (não aceitou) o pedido de entidades como a Associação Mães e Pais pela Democracia e o Cpers Sindicato, e manteve a decisão das aulas presenciais no Rio Grande do Sul. No documento, a juíza argumenta que não houve a flexibilização dos protocolos com bandeira final preta, mas alteração dos critérios definidos pela Governo para a classificação de risco de bandeira vermelha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes