Atividades serão retomadas nesta segunda-feira, 25 (Foto: Elize Bozetto/AI Univates)

A partir desta segunda-feira, 25, a Universidade do Vale do Taquari (Univates) começa um cronograma de retorno das atividades presenciais de forma gradativa e intercalada. Para isso, a Univates irá adotar um protocolo de iniciativas para acesso e permanência no campus, com o objetivo de proteger toda a comunidade acadêmica. O acesso ao campus se dará exclusivamente pelas entradas principais dos Prédios 1, 11 e 16, sendo obrigatória a utilização de máscara para entrada e permanência na Instituição, conforme Decreto Municipal nº 11.529, de 14 de abril de 2020.

Além disso, ao acessarem o campus, estudantes e funcionários deverão realizar termometria, ou seja, medição da temperatura corporal, nos pontos que serão gradativamente instalados nas entradas dos prédios.

Inicialmente, a termometria poderá ser realizada no Prédio 7 (sala 209 – Ambulatório de Saúde), no Prédio 16 (na Clínica Universitária Regional de Educação e Saúde – Cures) e no Prédio 22 (no Ambulatório de Especialidades Médicas). Se o acesso ao campus não for autorizado em razão de a temperatura corporal estar igual ou superior a 37,8°C, o que indica febre, será entregue um documento que servirá de comprovação para afastamento das atividades, devendo-se seguir as orientações disponíveis no protocolo, disponível aqui.

As medidas de acesso e permanência no campus também incluem higienização de mãos e materiais de uso pessoal , respeito às normas de distanciamento, procedimentos em caso de sintomas e uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). Também há orientação para que pessoas pertencentes ao grupo de risco não retornem às aulas presenciais, devendo comunicar à coordenação de curso, que informará o procedimento a ser realizado.

Os procedimentos de acesso e permanência no campus foram aprovados pelo protocolo administrativo 16177/20, que estará em vigor enquanto perdurar o contexto da pandemia de Covid-19.

Retorno das atividades acadêmicas

Os componentes curriculares que demandam experiências práticas estão sendo organizados para recuperação das aulas no final do mês de maio. Cada Centro irá organizar o cronograma de realização dessas aulas com os coordenadores de curso e comunicar aos seus estudantes.

Já os estágios curriculares obrigatórios, por dependerem em parte dos cenários de prática, serão realizados à medida que esses campos estiverem disponíveis e seguros (alguns locais não estão aceitando estagiários, por exemplo). Por essa razão, o prazo de conclusão do estágio está sendo prorrogado, independentemente de adentrar parcialmente no segundo semestre, sem prejuízo à continuidade da matrícula do estudante nos componentes curriculares subsequentes.

LEIA MAIS: Unisc e Imply, implementam plataforma que previne o contagio da Covid-19 no Campus

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome