Wolfram estuda a possibilidade de ter curso técnico em Agropecuária

-

Conhecida por muitos como ‘Escola Agrícola’, a Escola Estadual de Ensino Médio Wolfram Metzler busca a implantação do curso técnico em Agropecuária. A possibilidade está sendo estudada com os órgãos de educação do Estado. Durante a semana, a Wolfram recebeu apoio institucional, quando o presidente da Câmara, vereador Tiago Quintana (PDT), apresentou moção de apoio à implantação do curso técnico em Agropecuária. O documento foi aprovado por unanimidade no Legislativo, na reunião de segunda-feira, 21, e encaminhado ao governador do Estado, Eduardo Leite, à secretária estadual de Educação, Raquel Figueiredo Alessandri Teixeira, e ao coordenador regional de Educação, Luiz Ricardo Pinho de Moura.

O projeto, que está em analise, é um incentivo à agricultura e ao estudo, conforme o diretor da Wolfram, Arno Romeu Rodrigues Junior. Ele explica que essa possibilidade “é uma semente para colher frutos a longo prazo”. A ideia surgiu do grupo escolar em querer utilizar melhor o espaço e oferecer mais oportunidades para a comunidade. “A escola é conhecida por ter esse contato mais direto com filhos de agricultores. Sempre foi uma escola com ligação rural e temos muito espaço para a prática”, enfatiza.

A escola já oferece curso técnico em Agroindústria, desde 2014, que continuará ativo, mas Junior acredita que o técnico em Agropecuária teria mais busca. O objetivo é que o novo curso seja ministrado no turno da noite, como uma formação posterior ao Ensino Médio. “Eu acredito que vamos ter muita procura. Pessoas que trabalham na área, que possuem empreendimentos no ramo e vão voltar a estudar. Para ter mais conhecimento e poder aplicar no cotidiano”, argumenta o diretor da instituição de ensino.

Junior explica que a intenção é incentivar mais os jovens a continuarem no meio rural, que as pessoas possam se qualificar no curso e, depois, usar o conhecimento nas propriedades ou no mercado de trabalho em geral. “É um processo burocrático, mas necessário para termos um curso bom e formar ótimos profissionais”, avalia.

ESTRUTURA

Salas de aula e espaços técnicos a escolas tem à disposição. Os espaços para as atividades também, pois conta com todos animais, como galinhas, abelhas, coelhos, bovinos e as plantações. Ao todo, a Wolfram tem 60 hectares. “Precisamos de algumas melhorias, alguns laboratórios, mas o geral já temos”, complementa.

O número de animais deve permanecer médio, como é atualmente. O diretor exemplifica que o número não será elevado por questão de manutenção e cuidados. “Hoje usamos os alimentos para nossa merenda, e temos a quantidade ideal, pois se tivermos muitos e der problema com algum, afeta todos. Depois, não conseguimos controlar. Assim, com uma quantidade ideal, tomamos as providências necessárias para manter todos animais cuidados e para os estudos”, comenta Junior, que também observa que se o curso for implementado, será o primeiro técnico em Agropecuária gratuito da região.

Apoio da Prefeitura

Mesmo a Wolfram sendo uma escola estadual, a Administração de Venâncio Aires incentiva o projeto e visa fazer parceria para fomentar o mercado de trabalho. De acordo com o secretário de Educação, Émerson Eloi Henrique, em questão financeira o Município não pode auxiliar a escola, porém reconhece a importância. “O Município tem grande potencial na proteína animal e nós acreditamos que essa qualificação profissional venha para fomentar e incentivar os nossos produtores e empreendedores. É um curso que permeia por todos os setores da agricultora e pecuária”, diz.

530

é o número de alunos da Escola Wolfram Metzler, 40 deles do curso técnico em Agroindústria.

 

Unisc divulga lista de aprovados do Vestibular de Inverno 2021

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes