Foto: Carlos Dickow / Folha do MateResponsável pela coleta, Alfredo Moraes contabiliza pelo menos duas toneladas
Responsável pela coleta, Alfredo Moraes contabiliza pelo menos duas toneladas

Os venâncio-airenses atenderam à solicitação da Secretaria Municipal de Meio Ambiente no sentido de colaboração com o descarte adequado de eletroeletrônicos e levaram centenas de itens em desuso até a Travessa São Sebastião Mártir, no último sábado à tarde, para que os equipamentos tivessem a destinação correta. A mobilização foi uma das atividades da segunda edição da EcoFeira, que ainda contou com a exposição de artesanato e ações de conscientização de defesa animal da ONG Amigo Bicho.

Alfredo Moraes, da M&M Coleta de Eletrônicos – empresa de Lajeado responsável pela destinação dos materiais -, ainda aguardava, ontem, a chegada de uma segunda carga de caminhão para fazer a contabilidade final dos itens entregues. “Foram duas cargas de caminhão e também uma camioneta cheia de eletroeletrônicos, principalmente televisores e peças de computadores. São duas toneladas de material, tranquilamente”, afirmou Moraes. Ele salientou que “a divulgação frequente foi muito importante para o sucesso da arrecadação, bem como a participação de quem mora nas localidades do interior”.

O metalúrgico Clécio Specht, de 55 anos, morador do bairro Morsch, encaminhou para descarte um televisor, duas torradeiras, dois telefones celulares e uma calculadora. Foi a primeira vez que Specht participou de uma iniciativa como esta. “Fiquei sabendo pelas rádios e pela Folha do Mate, e como tinha alguns itens sem utilidade, resolvi colaborar com o destino certo”, disse, enquanto carregava o enorme televisor até a ‘pilha’ formada em frente à Igreja Matriz. Para facilitar a arrecadação, só foi permitida a passagem de veículos até a frente da igreja para quem estava levando eletroeletrônicos para descarte.

Artesanato

A artesã Ana Lúcia Schumann, que expôs seus produtos das 7h às 16h na Praça da Matriz, afirmou que iniciativas como a EcoFeira devem ser mantidas pela Administração e, se possível, ampliadas para chamar ainda mais a atenção dos venâncio-airenses e visitantes. Ela disse que as vendas foram boas, apesar do frio intenso de sábado. “Estou saindo um pouquinho mais cedo [a EcoFeira foi até às 17h] porque estou aqui desde às 7h. O fluxo de pessoas foi bem interessante e o recolhimento de eletroeletrônicos contribuiu para esse movimento. é uma iniciativa que deve ser mantida”, reforçou a artesã.

Brinquedos

A EcoFeira também foi frequentada por famílias que estavam à procura de diversão. As crianças tiveram à disposição os brinquedos infláveis do Sesc, que foram montados na Travessa São Sebastião Mártir e serviram como entretenimento para os pequenos, enquanto os pais saboreavam um chimarrão.