Foto: Cristian Frantz / Cristian Frantz FotografiaFood truck construído pela Mídia Nobre inaugurado no fim de semana
Food truck construído pela Mídia Nobre inaugurado no fim de semana

A autora Bianca Chaer afirma em seu livro “Comida de rua, o melhor da baixa gastronomia paulistana” que o vendedor de comida de rua é uma das profissões mais populares em países em desenvolvimento, mas há uma variável de caminhos para se escolher. Um deles e em franco desenvolvimento é o de food trucks. Venâncio Aires conta agora com uma empresa especializada na construção deste veículos que tornam sonhos de empreendedores em realidade.

Identificando uma brecha no mercado, a Mídia Nobre Comunicação Visual deu início ao processo de produção, conforme explica a diretora comercial Cristiane Halberstadt. “Estamos atentos as oportunidades de mercado, que é um setor que vem crescendo bastante e como identificamos que existem poucas empresas especializadas no ramo, resolvemos nos qualificar e investir”, explica.

Embora seja atividade antiga, os modelos de venda de comida de rua começaram a inovar a partir da primeira década do século 21, com a modalidade de comércio em food truck.

Nos sentimos motivados e nos empenhamos em fazer bons projetos e bons produtos que elevem a marca ao patamar que desejamos. Trabalhamos em cada projeto com dedicação e envolvimento total, para obtermos a satisfação do nosso cliente através da qualidade dos nossos produtos”, Cristiane Halberstadt, diretora comercial da Mídia Nobre.

 

Com a globalização e a facilidade de viagens, muitos empresários viram a possibilidade de empreender e expandir seus negócios ou abrir um primeiro restaurante num modelo diferente, com contato direto com o público, de baixo custo, sem a necessidade de adquirir ponto comercial ou outros encargos.

Segundo Cristiane, o interesse de empreendedores é crescente, cada vez mais veem este negócio como uma oportunidade de ganhar dinheiro e serem donos do próprio negócio.

QUALIFICAÇÃO

Para atender a demanda de novos projetos e se inserir no mercado, a Mídia Nobre buscou qualificar a equipe. “Temos um grupo de excelentes profissionais, qualificados para desenvolver e executar o projeto”, explica Cristiane.

Por desenvolver um veículo enquadrado no ramo alimentício, a Mídia Nobre entrega aos clientes um produto que atende as normas sanitárias, entregando um foodtruck normatizado.

CRIAÇÃO DOS PROJETOS

Para a construção do food truck, a Mídia Nobre conta com diversos modelo padrões, mas também é responsável por criar o projeto conforme a vontade e a necessidade do cliente.

Como o veículo tem que ter um espaço funcional adequado e que varia conforme o perfil, o projeto é planejado para facilitar o trabalho, seja na produção e armazenagem do alimento até o atendimento de pedidos.

Nos últimos meses, a empresa entregou mais alguns projetos. O último foi o food truck (a)mar essence food, que foi inaugurado em Venâncio Aires, mas que terá atuação em Santa Catarina e em eventos na região sul do país. Como é um produto que acaba transitando e circulando em diferentes cidades, a marca da Mídia Nobre acaba se difundindo no meio, abrindo mercados em outros centros.

MERCADO

Além de novos empreendedores, os food trucks também atingem uma fatia de profissionais que buscam inovação e novidades para os seus clientes. Muitos empresários que pilotam suas vans de cachorro-quente buscam informações sobre a construção de um food truck.

É um caminho para quem quer uma nova estrutura e agregar qualidade ao seu produto, bem como ter a oportunidade de participar de grandes eventos.

EVENTOS

A opção por empreender com food trucks agrega ao profissional diferentes opções de atuação. Além de um ponto fixo de atendimento, o empresário tem a oportunidade de participar de feiras e eventos. Seguidamente na nossa região são realizadas promoções onde os food trucks integram a agenda de atrações, como, por exemplo, o Festival de Cerveja Artesanal de Venâncio Aires (Feceva) e no Festival de Balonismo, onde milhares de pessoas circularam pelo Parque do Chimarrão e puderam saborear os produtos.