Sábado, 30 de junho, integrantes da Câmara Júnior (JCI) de Venâncio Aires estiveram na Escola Municipal Alcides da Rosa, em Linha Alto Paredão, para dar continuidade ao projeto de inclusão digital. A proposta nasceu dos debates realizados pela entidade e, segundo a direção, como uma forma de fazer a diferença com pequenas ações. Computadores foram doados por empresas e estão sendo repassados aos colégios que ainda não dispõem deste equipamento.

O projeto é coordenado por Márcio André Seleri. O equipamento doado é limpo, consertado e recebe programa Linux educacional. Na escola de Alto Paredão, por indicação da Secretaria Municipal de Educação (SME), foram entregues três computadores. Agora, o desafio, segundo os integrantes da JCI, é disponibilizar acesso à internet.

A equipe foi recebida pela professora Ivete Maria Pires e pelos estudantes que, conforme a equipe da JCI, aguardavam ansiosos pela novidade. Enquanto o equipamento era instalado pelo eletricista Marcos Peiter, que acompanhou o grupo de forma voluntária, os estudantes recebiam orientações sobre saúde bucal da dentista Vivian Pires Santos, que é aspirante da Câmara Júnior.

As primeiras orientações de informática, os estudantes receberam da servidora Cláudia Lourenço da Luz, que atua junto ao núcleo de Tecnologia Educacional da SME, como professora multiplicadora. A atividade se estendeu até após o meio-dia. Para os integrantes da JCI, o projeto de inclusão digital é uma oportunidade de exercer a cidadania e promover mudanças positivas na sociedade.

Além de Seleri e Vivian, participaram da ação pela JCI, Diego Pillar, Nélci Carmem Druciaki, Fernanda Giovanaz e o presidente Thom Pereira. Para executar o projeto, a entidade recebeu o apoio das empresas Seleri Informática, JR Hidráulica, Gullich Marcenaria, Schmit Máquinas e SIR Ccomputadores.

A próxima ação da JCI Venâncio Aires vai ser a comemoração do primeiro aniversário da entidade. Será no dia 31 de agosto, na associação da Brasfumo, com a presença confirmada do presidente nacional Gabriel Cole.