Camile está em tratamento no Hospital em Canoas (Foto: Rosana Wessling Fotografias/Divulgação)

Uma mobilização de amigos e familiares de Camile Cristina Klamt, 13 anos, é realizada nas redes sociais. O objetivo é arrecadar doações para a menina terminar o tratamento de escoliose, uma deformidade em curva da coluna vertebral.

A filha de Márcia e Auri Klamt, agricultores de Linha Brasil, realizou a cirurgia no sábado, 6, no Hospital Universitário Luterano do Brasil (Ulbra), em Canoas. O procedimento durou cerca de oito horas.

A doença foi descoberta em 2017, mas o procedimento de alto risco e complicado teve altos custos que a família não tinha condições de arcar. Com isso, conseguiram a cirurgia apenas neste ano por intermédio do Governo do Estado.

Camile está internada na Unidade de Terapia Ostensiva (UTI) do Hospital de Canoas e a família necessita de auxílio para dar continuidade no tratamento.

Como ajudar Camille

As doações podem ser efetuada on-line pelo site da Vakinha. Ou via depósito nas contas bancárias da família: Banco do Brasil (Auri Klamt), agência: 0672-6, conta corrente: 34893-7 ou Sicredi (Márcia Klamt) agência: 0156, conta corrente: 00091791-5.

Camile foi princesa do Carnaval infantil do interior em 2019, e é estudante do 7º ano do ensino fundamental na Escola Estadual de Ensino Fundamental Cristiano Bencke em Centro Linha Brasil. A escoliose, ou a curvatura anormal da coluna vertebral, afeta cerca de 3% das pessoas. Casos leves podem não afetar a vida diária. Mas os casos graves como o de Camile podem ser dolorosos e limitar a atividade normal, por isso a necessidade urgente da cirurgia.

LEIA MAIS: Hospital consolida segunda Unidade de Terapia Intensiva 

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome