O intenso tráfego da RSC-453 foi palco de mais uma tragédia. Ontem pela manhã, um funcionário da Caixa Econômica Federal (CEF) de Venâncio Aires morreu quando vinha trabalhar. Levantamentos preliminares da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) de Cruzeiro do Sul atribuem a tragédia a uma ultrapassagem forçada, o que foi confirmado à Polícia Civil pelos outros envolvidos. O carro que a vítima fatal dirigia colidiu contra um caminhão de Venâncio Aires, rodopio na pista e foi atingido por outro caminhão, o mesmo que ele havia acabado de ultrapassar.

O acidente ocorreu por volta das 8h15min, no município de Lajeado. Rafael Johann, 30 anos, seguia em direção a Venâncio Aires com  um Peugeot 207. Após a ultrapassagem em um local proibido, colidiu contra um caminhão da Metalúrgica Venâncio, que andava em sentido contrário e era dirigido por Vilson da Silva. O motorista perdeu o controle sobre o caminhão, que estava carregado. O veículo saiu da pista e colidiu contra um barranco. Silva não se feriu.

Com o impacto, o automóvel rodopiou na pista e foi atingindo frontalmente por um caminhão de Lajeado, carregado com canos de concreto, que seguia no mesmo sentido em que o carro andava. O Peugeot incendiou e o motorista do caminhão, Edemir Wilpa, teve que ser rápido para não se queimar. Wilpa escapou ileso. O corpo do bancário ficou preso às ferragens.O acidente interrompeu o trânsito da RSC-453 durante toda a manhã. Funcionário da Caixa desde outubro do ano passado, Johann morava em Lajeado e trabalhava em Venâncio Aires desde janeiro deste ano. Ele era casado e pai de uma filha de dois meses.