Projeto deve ser piloto em algumas cidades do Brasil. (Foto: Ananda Migliano/Folhapress)

Duas instituições venâncio-airenses melhoraram no ranking de desempenho do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018. O Colégio Gaspar Silveira Martins subiu 40 posições na redação é alcançou o 12º lugar no Rio Grande do Sul, com média de 780. Nas provas objetivas, o destaque foi o Instituto Federal Sul-rio-grandense (IFSul), que passou de 97º para 69º no estado e média de 603.08.

Os números fazem parte de uma tabulação da Folha de São Paulo, divulgada na última semana e que analisou os dados brutos do Enem 2018. Nessa lista do jornal paulista, também estão disponíveis para consulta os números da Escola Estadual Monte das Tabocas, que ficou em 167º na redação e 207º nas provas objetivas, no Rio Grande do Sul.

O diretor geral do IFSul, melhor escola pública de Venâncio Aires no ranking do Enem, Cristian Oliveira da Conceição, comemorou o resultado, embora considere que o exame nunca foi o ‘foco’ da instituição. “Não trabalhamos para o Enem, devido ao foco profissionalizante. Mas é bom ver isso, vemos que o ensino transcende a sala de aula. Isso também é fruto da qualificação dos professores, que podem se dedicar totalmente aos estudantes.” Na redação, a média do IF foi de 647.8.

O diretor do Gaspar, Tiago Becker, valorizou o desempenho da escola, que fez 581.04 na média das provas objetivas. Mas, como o destaque foi a redação, ele lembra da disciplina de Produção Textual, implantada em 2015, e que foca na melhora da escrita dos estudantes. “A gente melhora a escrita escrevendo. Esse é o princípio. Mas, os professores trabalham muito a reescrita e, em vez de simplesmente corrigir os textos, marcam os erros e incentivam os estudantes a solucionar por si só.”

METODOLOGIA

No ranking da Folha de São Paulo, as únicas escolas de Venâncio Aires que aparecem para consulta são Monte das Tabocas, Gaspar e IFSul. Outras de ensino médio, como Cônego Albino Juchem, Wolfram Metzler, Crescer e Adelina, por exemplo, não constam no ranking divulgado.

A lista foi elaborada a partir do cálculo da média com as quatro áreas da prova objetiva (Linguagens, Matemática, Ciências da Natureza e Ciências Humanas), mais a redação.

De acordo com a Folha de São Paulo, só foram incluídos candidatos que não zeraram em nenhuma das provas objetivas e na redação. A média da escola só foi calculada se pelo menos metade dos concluintes estiveram no Enem, respeitada a participação mínima de 10 estudantes.

Alunos de educação especial e de EJA (Educação de Jovens e Adultos) não foram considerados. Só foram computadas as notas dos estudantes com a situação assinalada no Enem 2018 como “Estou cursando e concluirei o ensino médio em 2018.”

Bom Jesus

Em 2018, o Colégio Bom Jesus não teve turma de 3º ano de Ensino Médio, por isso não participou do Enem. Mas, em 2017, liderou o ranking entre as escolas venâncio-airenses e ficou em 13º na redação e 46º nas provas objetivas, no Rio Grande do Sul.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome