Profissionais auxiliam a comunicação entre idosos internos e seus familiares por meio de videochamada por telefone (Foto: Divulgação)

A pandemia de coronavírus tem alterado a rotina de todas as pessoas, e a realidade não é diferente no Lar Santa Vitória, em Passo do Sobrado. Segundo relatam as proprietárias, Rosemara Lopes e Maria Eva Grasel, a tecnologia tem sido uma grande aliada para manter a comunicação entre internos e seus familiares. As ligações por celular, videochamadas, áudios e mensagens de texto têm sido as formas de contato diário.

“Em 14 anos de atuação, não havíamos passado por situação parecida como esta, onde a visitação está restrita e controlada por agendamento. Quem quer ver um familiar hospedado conosco, deve primeiro marcar dia e hora, não estar com síndrome gripal, bem como não apresentar alteração na saúde e manter os protocolos de segurança”, explica Rose.

Ela conta que nesses mais de três meses de coronavírus, os desafios têm sido constantes, e que a tecnologia tem sido fundamental. “Sabemos que em nossas mãos está o bem mais precioso de muitas famílias, pois temos consciência do quão importante é o vínculo familiar nesta faixa etária. Por isso, estamos nos utilizando de todas as ferramentas disponíveis, para que haja comunicação entre as famílias, no sentido de aliviar a saudade e manter os vínculos, tão importantes para todos”, enfatiza Rosemara.

“Criamos um grupo de WhatsApp com a participação dos profissionais do Lar Santa Vitória, internos e seus familiares, para aumentar a comunicação entre todos.”

ROSEMARA LOPES – Sócia-proprietária do Lar Santa Vitória

Ela destaca que, felizmente, todos têm entendido e adotado o máximo de distanciamento possível. “Agradecemos a compreensão dos familiares e demais visitantes, que estão respeitando as regras impostas pela casa e compreendem que, neste momento, estamos pensando no bem comum para internos, familiares e funcionários”, conclui a empresária.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome