Ivonete e Paulo se preparam para a nona temporada do balneário, que, neste ano, será desafiadora (Foto: Taís Fortes/Folha do Mate)

A partir deste sábado, 14, o Balneário Fagundes, localizado no quilômetro 13 da RCS-453, em Mato Leitão, dará início a mais uma temporada. Esta, entretanto, será um pouco diferente das anteriores. Por causa da pandemia de coronavírus, o estabelecimento, que tem autorização da Prefeitura para abrir, precisará cumprir diversos protocolos sanitários. O objetivo é garantir a segurança dos visitantes e dos funcionários do local.

Conforme informações da fiscalização municipal, como o Governo do Estado liberou o funcionamento deste tipo de estabelecimento, a Prefeitura também autorizou o funcionamento, mas haverá algumas restrições. Entre as regras está a proibição de frequentadores que integram o grupo de risco – pessoas com mais de 60 anos ou com doenças crônicas. Além disso, quem apresentar sintoma gripal também não poderá acessar o local.

Os proprietários também serão responsáveis por aferir a temperatura de visitantes e funcionários e disponibilizar álcool gel na entrada e em outros pontos de convivência do balneário, como o bar. O uso de máscara é obrigatório no momento do acesso e para circular pelo local. Na piscina, o uso é opcional. Também é importante manter o distanciamento nas piscinas e entre as mesas. Nos espaços de churrasqueira só poderão se reunir pessoas da mesma família.

Além disso, a capacidade do local precisa ser reduzida e varia conforme a classificação do município no Distanciamento Controlado. Caso a bandeira seja vermelha (risco epidemiológico alto) não é permitida a abertura. Uma fiscal municipal e dois integrantes da Vigilância Sanitária já visitaram o balneário e seguirão acompanhando a situação para monitorar como será o funcionamento após a abertura da temporada.

Entre as medidas de segurança que serão adotadas pelo balneário, por orientação da Prefeitura, está a proibição de pessoas com mais de 60 anos ou com doenças crônicas – que integram o grupo de risco para o coronavírus – acessarem o local.

Desafios

Proprietários do Balneário Fagundes, Paulo Rogério Fagundes, 57 anos, e Ivonete de Fátima Santos, 53 anos, estão felizes pela possibilidade de abrir o local para a temporada de verão. No entanto, acreditam que essa será uma temporada desafiadora e complicada.
Um dos motivos é que o local costuma receber muitas excursões de grupos de terceira idade. Desta vez, por causa das restrições impostas pela pandemia de Covid-19, isso não será possível e trará reflexos econômicos para o estabelecimento, uma vez que ocasionará redução do público.

O casal reforça que todos os protocolos exigidos pela Prefeitura serão cumpridos e que os visitantes serão recebidos com segurança. Para isso, eles já investiram na compra de álcool gel e termômetro. Além disso, ressaltam que as mesas disponibilizadas ao ar livre para os frequentadores já respeitam o distanciamento. “Temos uma estrutura bem ampla”, ressalta Ivonete.

Segundo Fagundes, a capacidade de público que o balneário pode receber, conforme alvará do Corpo de Bombeiros, é 1.236 pessoas. No entanto, neste momento eles só poderão receber 618 pessoas, o que corresponde à metade da capacidade. Por causa disso, a maior preocupação do casal está relacionada ao movimento aos domingos, dia em que o estabelecimento registra maior procura. “Nem o nosso primeiro ano foi tão desafiador. Precisamos ver como será e o que vai ser possível fazer”, observa.

O casal ainda ressalta que muitas pessoas já estão entrando em contato para saber como será o funcionamento do balneário. “A expectativa é boa e o convite é para que as pessoas venham. Também agradecemos a compreensão de todos. Esperamos um ano melhor”, ressaltam. Esta é a nona temporada do local. O Balneário Fagundes funciona de segunda a segunda, das 8h às 19h.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome