Foto: Marcelo Cassal Jr./Agência Brasil

O ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta confirmou na tarde desta quinta-feira, 16, por meio da sua conta oficial no Twitter que foi demitido do cargo pelo presidente Jair Bolsonaro. Na mesma publicação ele agradeceu o tempo à frente da pasta. “Quero agradecer a oportunidade que me foi dada, de ser gerente do nosso SUS, de pôr de pé o projeto de melhoria da saúde dos brasileiros e de planejar o enfrentamento da pandemia do coronavírus, o grande desafio que o nosso sistema de saúde está por enfrentar.”

Ele também agradeceu os gestores que compunham a direção do ministério. “Agradeço a toda a equipe que esteve comigo no MS e desejo êxito ao meu sucessor no cargo de ministro da Saúde. Rogo a Deus e a Nossa Senhora Aparecida que abençoem muito o nosso país”.

Mandetta e o presidente Jair Bolsonaro já vinham divergindo sobre os caminhos para o combate à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Mandetta se alinhava às orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) pela adoção de um isolamento social mais forte, enquanto o presidente vinha defendendo a abertura do comércio como forma de evitar impactos na economia.

Médico, Mandetta foi secretário de Saúde de Mato Grosso do Sul e deputado federal pelo DEM. Ocupava o cargo de ministro da Saúde desde o início do governo Bolsonaro, em janeiro de 2019. As notícias sobre a possibilidade de ele deixar a pasta já vinham há duas semanas. O Palácio do Planalto anuncia ainda hoje o substituto.

NOVO MINISTRO 

Na tarde desta quinta, Bolsonaro já nomeou o médico oncologista Nelson Teich para assumir o cargo de ministro da Saúde no lugar de Luiz Henrique Mandetta.

*Com informações da Agência Brasil 

*Texto atualizado às 18h01.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome