Para avançar na equidade de gênero e no empoderamento das mulheres no ambiente corporativo, a Japan Tobacco International (JTI) agora faz parte do Movimento Mulher 360. O grupo é uma associação independente sem fins lucrativos, formada por meio da união entre organizações protagonistas do cenário empresarial brasileiro, comprometidas em promover a equidade de gênero e o aumento da participação feminina nas empresas, nas comunidades e na cadeia de valor. A iniciativa vai ao encontro da meta global da empresa de em até 2030 ter mais de 40% dos cargos de liderança ocupados por mulheres.

A principal ferramenta proporcionada pela organização são reuniões periódicas entre seus membros para a difusão de debates, boas práticas, programas e iniciativas. Participam desses encontros profissionais de Recursos Humanos e lideranças que depois compartilham os aprendizados com as equipes e debatem a inclusão de novos mecanismos e políticas na empresa. “Nós atuamos em um setor que por muito tempo foi predominantemente masculino e que ainda tem certas resistências e estigmas. Porém, a diversidade, a inclusão e a valorização da mulher e suas potencialidades fazem parte dos pilares estratégicos da JTI e nós temos levantado essa bandeira e conquistado avanços. Agora, compartilhando experiências com outras empresas, vamos evoluir ainda mais”, afirma Caren Morais, Especialista em Employer Branding da JTI.

Um dos marcos da busca por mais diversidade na organização é a proporção de mulheres no setor jurídico da empresa que, atualmente, é de 93% e que está sob a liderança da Diretora Roberta Venâncio. A expectativa com a adesão é que as demais iniciativas da empresa, como os programas de conscientização e valorização da mulher promovidas pelo Comitê de Diversidade & Inclusão e o monitoramento de Key Performance Indicator – indicador-chave de desempenho sejam potencializadas.

Entre os principais objetivos das políticas de diversidade e inclusão da JTI relacionadas às mulheres está conseguir avançar no engajamento interno desse público, promover um ambiente no qual elas sintam que podem ser elas mesmas e oferecer oportunidades de carreira e crescimento para que se alcance uma proporção feminina mais igualitária em todos os cargos da organização. Para Thiago Dotto, Diretor de Pessoas e Cultura da JTI Brasil, a adesão ao movimento reafirma o posicionamento da organização. “Buscamos maior diversidade do nosso grupo de colaboradores e valorizamos nossos talentos indiferentemente do gênero. Para isso, buscamos diversas formas na equidade de tratamento. Participar do Movimento Mulher 360 reforça essa diretriz, buscando o reconhecimento do papel da mulher dentro das famílias, no mercado de trabalho e na sociedade. Além de ir ao encontro do nosso objetivo de termos maior presença feminina nas posições corporativas, principalmente nos cargos de liderança”, ressalta.

Protagonismo feminino no campo

Além das ações da diversidade e inclusão para seus colaboradores, a JTI atua para a valorização das mulheres no campo entre seus mais de 11 mil agricultores integrados. Para isso, promove o Força Feminina em Campo, evento que, em 2019, reuniu cerca de 1.000 agricultoras no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Seu objetivo é oferecer maior capacitação, autonomia e autoestima para as produtoras de tabaco. Além disso, por meio do programa Alcançando a Redução do Trabalho Infantil Pelo Suporte à Educação (ARISE), a JTI promove a qualificação e geração de renda de mulheres em comunidades produtoras de tabaco.

Employer Branding

Reconhecida globalmente como Top Employer desde 2014, a JTI é uma empresa comprometida com seus 44 mil colaboradores. Investe para ter um ambiente acolhedor, que respeita a diversidade de pessoas, opiniões e comportamentos. Investe também no desenvolvimento de pessoas, promovendo oportunidades e experiências que proporcionam uma carreira rica em aprendizado, conhecimento e sucesso. No Brasil, a JTI é Top Employer desde 2018.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome