Lei que inclui erva-mate na merenda escolar será sancionada nesta quarta-feira

-

Durante o ato programado para hoje, às 11h, no Salão Negrinho do Pastoreio, do Palácio Piratini, será sancionada a lei 68/18, que inclui a erva-mate e seus derivados na merenda escolar das escolas públicas do Rio Grande do Sul. O projeto é de autoria do deputado Gilberto Capoani (MDB). No mesmo local, será sancionado o projeto de lei 52/17, de autoria do deputado Frederico Antunes (Progressistas), que acrescenta o dispositivo na lei nº 14.185, de 28 de dezembro de 2012, que dispõe sobre a produção, industrialização, circulação e comercialização da erva-mate, seus derivados e congêneres e cria o Fundo de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva da Erva-Mate do Rio Grande do Sul (Fundomate).

A lei que inclui a erva-mate das escolas públicas do estado foi aprovada pelos deputados no dia 10 de setembro. Os benefícios à saúde motivaram o projeto da inclusão da erva-mate no cardápio da merenda escolar. “A erva-mate contém cafeína em quantidades importantes, bem como, antioxidantes, potássio, aminoácido e vitaminas. Graças à boa quantidade de antioxidantes, o mate pode ajudar a prevenir doenças cardiovasculares, evitando que o colesterol e a gordura se acumulem nas artérias”, destaca Capoani. Ele acentua que a forma como a erva-mate vai ser incluída ficará a critério dos nutricionistas. “Pode ser como biscoito, pão, sorvete ou picolé. Há diversas formas de utilizá-la.”


“Com o incentivo nas escolas, as crianças vão levando esta cultura para casa, o que deve aumentar o consumo, não imediatamente, e sim, de forma gradativa e num futuro bem próximo.”

GILBERTO HECK – Empresário e vice-presidente do Sindimate/RS


A intenção é incentivar o consumo do produto desde a infância e de maneiras diferentes, não apenas no chimarrão. Além disso, Capoani pretende impulsionar o setor que movimenta R$ 1,2 milhão por ano.

IMPORTÂNCIA 

“Mais um pleito do Ibramate se concretiza. Obrigado, deputado Gilberto Capoani, deputados da Frente Parlamentar em Defesa da Erva-mate, e demais que votaram favorável à inclusão da erva- mate na merenda escolar”, salienta o presidente do Instituto Brasileiro da Erva-Mate, Alberto Tomelero.


“O consumo nas escolas dependerá de criatividade e produtos bem elaborados pelo setor ervateiro industrial.”

ALBERTO TOMELERO – Presidente do Ibramate


Para o empresário e vice-presidente do Sindicato das Indústrias do Mate do Rio Grande do Sul (Sindimate/RS), Gilberto Heck, é um projeto importante, pois vai possibilitar às indústrias promoverem uma campanha mais forte junto às escolas, criando assim, o hábito do consumo do chimarrão e demais produtos à base de erva-mate a partir da merenda escolar.

“Estimamos um bom aumento de consumo, principalmente no futuro, pois as crianças vão desde cedo aprender a consumir os produtos da erva-mate na merenda escolar em outros formas, como pães, bolos, chá-mate, entre outros”, refere.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes