Ferrari está avaliada em mais de R$ 650 mil (foto: PF/Reprodução/FM)

Oito dos 34 veículos de luxo apreendidos na Operação Egypto, da Polícia Federal, foram arrematados em um leilão realizado segunda-feira, 13. Este é o segundo leilão, sendo que na primeira vez, somente um veículo foi vendido – uma Mercedes Benz GLC 250, modelo 2019, por R$ 224,05 mil. Com isso, a soma de bens vendidos chega a R$ 1.151.050.

No leilão desta semana, foram arrematados três Land Rover Evoque, 2018, sendo que dois eram blindados (R$ 152 mil cada), um Nissan 370Z Nismo, 2012, por R$ 120 mil, um Mercedes-Benz, 2018, por R$ 96 mil, um Fiat Toro Volcano, 2019, por R$ 88 mil, uma Hyundai Tucson Turbo, 2019, por R$ 84 mil, e uma Toyota Hilux, 2015, por R$ 83 mil.

A equipe da leiloeira Joyce Ribeiro, responsável pelos leilões, vai sugerir uma redução nos preços dos veículos, para um terceiro leilão. Somados, os 34 carros apreendidos valem R$ 6,188 milhões. O mais valioso é uma Ferrari Califórnia, 2009, avaliada em R$ 670 mil.

Conforme a Receita Federal, a Indeal deve mais de R$ 1,1 bilhão a 23,2 mil clientes. Em Venâncio há apenas um registro na Delegacia de Policia de Pronto Atendimento (DPPA) contra Indeal. Uma mulher de 38 anos denunciou que investiu R$ 45 mil, mas nunca mais viu seu dinheiro. Mas segundo a Receita Federal, os ‘investidores’ da Indeal arrecadaram R$ 7,8 milhões na Capital Nacional do Chimarrão.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome