No volante, a realização profissional

-

Há seis anos, Anderson Luís Stertz, 34 anos, tem como local de trabalho a cabine de um caminhão, com o qual percorre diariamente as rodovias gaúchas para a entrega de carne. Motorista do Frigorífico Kroth, ele começou a trabalhar na empresa em 2013 e, nos três primeiros anos, atuava como ajudante nas entregas. Antes disso, tinha trabalhado em outras atividades industriais variadas.

Atualmente, o motorista faz o roteiro de entregas na região de Porto Alegre. Junto dele, dois ajudantes prestam o serviço de retirada dos materiais de dentro da carroceria. A rotina começa cedo, já que a saída da empresa, que fica na localidade de Vila Santa Emília, é às 3h. Os caminhões saem em comboio em direção a Porto Alegre e, quando chegam na capital, cada um segue para rotas diferentes.

Stertz faz de 20 a 25 entregas por dia, em média. “O primeiro lugar que vamos é no Mercado Público, que é onde o volume é maior e demora mais, depois seguimos para os outros lugares”, relata.

A rota segue até o início da tarde e, por volta das 15h, a equipe está de volta em Venâncio. “Eu levanto à 1h, a gente acostuma com a rotina”, comenta. Em outras oportunidades, o motorista fez outros roteiros no Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Ele diz que é válido permanecer com o mesmo roteiro de entregas por conhecer bem o trajeto, isso dá mais segurança ao motorista. Além disso, a empresa também conta com rastreio e monitoramento dos veículos.

Viagens e rotina

Stertz nunca se envolveu em acidentes graves, mas vê com frequência casos na estrada. Esposo de Deisi Sananda de Mello, 37 anos, e pai de Ketlin, 14 anos, e Daniel, 6 anos, ele afirma que gosta muito do que faz e da possibilidade de viajar, mas voltar para casa todos os dias é algo que valoriza muito.

Sobre o transporte de itens alimentícios, o motorista afirma que não tem muita diferença de outras cargas. Os caminhões são refrigerados programados para manterá temperatura em zero grau, podendo chegar até 2 graus. “É tudo automático, vemos o controle da temperatura no painel”, explica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes