Obras de esgotamento chegam às ruas centrais da Capital do Chimarrão

-

Desde terça-feira, dia 1º de junho, as obras de esgotamento sanitário, nas vias de Venâncio Aires, foram retomadas. Os motoristas deverão redobrar os cuidados no trânsito, já que algumas ruas estarão em meia pista ou bloqueadas. A obra, que teve início na rua Júlio de Castilhos – esquina com a Duque de Caxias -, seguirá em direção às ruas 13 de Maio, 15 de Novembro, Senador Pinheiro Machado e Armando Ruschel.

Após a conclusão deste primeiro processo, a empresa irá trabalhar no sentido inverso, da Armando Ruschel até a Júlio de Castilhos. Segundo o secretário de Planejamento e Urbanismo, Gustavo Von Helden, a obra na Júlio de Castilhos acontece através de um novo modelo de abertura do pavimento, pelo meio-fio, o que promete menores transtornos ao trânsito e ao asfalto.

Contratempo

Em decorrência de um contratempo em relação ao material utilizado na obra, o trabalho de esgotamento sanitário, que estava previsto para começar no dia 31, teve que ser transferido para terça-feira, 1º. “A ideia inicial da empresa é fazer uma quadra por semana. No total, são quatro quadras na direção do centro aos bairros, com estimativa de conclusão do trabalho em um mês”, afirma o secretário, salientando que a conclusão de todo o processo de esgotamento sanitário está previsto para o fim do ano.

De acordo com Von Helden, estão sendo realizadas visitas in loco nas ruas que foram recalçadas. “A única rua que ainda está aberta e deve ser concluída é a Pedro Grünhauser”, afirma. Durante o processo, é preciso aguardar o tempo de ‘cura’ do material e, em alguns casos, o trabalho é refeito, como ocorreu em um dos trechos das ruas Duque de Caxias e Pedro Grünhauser.

Por fim, a rua Osvaldo Aranha também terá intervenção da Corsan para obras de instalação do esgotamento sanitário. Von Helden reforça que a Secretaria de Planejamento e Urbanismo fará uma parceria com a Secretaria de Segurança Pública e Departamento de Trânsito para que o trabalho seja rápido e de forma adequada, para que não haja o retrabalho e o comércio não seja prejudicado com os transtornos no trânsito.

LEIA MAIS:

notícias últimas Folha do Mate
https://folhadomate.com/category/noticias/

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes