Orquídea: a escolha certa para presentear neste Natal

-

Antes de fazer a escolha do presente de Natal é preciso conhecer um pouco mais as preferências de quem deseja presentar. Mas, há opções que são infalíveis para demonstrar este sentimento, entre elas, uma orquídea. Com infinidade de tons, tamanhos e aromas, as plantas são muito apreciadas e se adaptam com facilidade ao clima da região.

De acordo com o proprietário do SS Orquídeas, de Mato Leitão, Silvio Aurélio Jaeger, não há quem não goste de receber uma orquídea de presente. “O colorido e a profusão de cores são magníficos, as plantas são exóticas e embelezam qualquer ambiente”, destaca.

Com 20 anos de experiência em orquídeas, ele explica que a planta possui um ciclo anual para florir e, no inverno, entra em dormência. “As Vandas e Phalaenopsis podem gerar flores até duas vezes no ano”, explica Jaeger, que começou como colecionador e, hoje, administra a própria empresa ao lado da esposa Susete.

Diante da diversidade de opções, o mais difícil é fazer a escolha. No orquidário, as mais procuradas pelos visitantes são as Phalaenopsis, Cattleyas e Vandas. Para quem aprecia as flores mais perfumandas, Jaeger indica como sugestão de presente de Natal, as Cattleyas Leopoldi, Laelias Purpurata e Cattleyas Durigan. Segundo ele, não há mistério para cultivar as orquídeas, pois as plantas são rústicas e de fácil cultivo, desde que sejam mantidos os cuidados necessários.

A Phalaenopsis é uma das plantas mais vendidas no SS Orquídeas, localizado às margens da RSC-453. (Foto: Taiane Kussler/ Folha do Mate)
A Phalaenopsis é uma das plantas mais vendidas no SS Orquídeas, localizado às margens da RSC-453. (Foto: Taiane Kussler/ Folha do Mate)

Segredo do cultivo

De acordo com o proprietário do SS Orquídeas, as plantas devem ser mantidas em ambientes arejados e com alta luminosidade. “O ideal é procurar um espaço protegido do sol e mantê-las com adubo e água”, orienta.

Ao contrário do que muitos acreditam, Jaeger argumenta que a orquídea necessita de água para se desenvolver, principalmente no verão, quando as temperaturas são mais altas. “Neste período, é aconselhável regar todos os dias. Já no inverno, pode ser uma vez por semana”, explica.

Contudo, ele reforça que não deve ser usado nenhum suporte abaixo do vaso e que o tamanho deste deve estar de acordo com o porte da planta. “O substrato deve ser umedecido e a água deve escorrer nas aberturas do vaso, para não ficar acumulada na base”, afirma.

SS Orquídeas completa dois anos

Nesta segunda-feira, 14, o SS Orquídeas completa dois anos, atuando no fomento do turismo e na comercialização de orquídeas na microrregião e demais regiões do país. A empresa do casal Sílvio Aurélio e Susete Jaeger está localizada em Mato Leitão, às margens da RSC-453, próximo ao trevo de acesso à cidade. No local, são cultivadas mais de 15 mil plantas de diferentes espécies, distribuídas em uma área de 360 metros quadrados. Incentivada pela Prefeitura de Mato Leitão, a família pretende ampliar o estabelecimento para até 3 mil metros quadrados de estufa, investimento que será realizado dentro dos próximos cinco anos.

“As orquídeas são elementos agregadores para cultivar conhecimentos e relacionamentos.”

SILVIO AURÉLIO JAEGER- Proprietário do SS Orquídeas

LEIA MAIS:

notícias variedades Folha do Mate

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes