Projeto resgata registros fotográficos de empresas venâncio-airenses

-

Em comemoração ao 130º aniversário de Venâncio Aires, a Câmara do Comércio, Indústria e Serviços de Venâncio Aires (Caciva), lançou uma proposta para valorizar a trajetória de sucesso de empresas locais.

O projeto ‘Memórias’ resgata, por meio de fotos, a atuação e avanços das empresas com o passar dos anos. Ao todo, 12 empresas enviaram fotos para participar da iniciativa. A exposição é feita de forma on-line ao longo desta semana, com a publicação dos materiais nas redes sociais da entidade.

Lisete Stertz, gerente da Caciva, afirma que o projeto foi realizado para valorizar a trajetória das empresas. “O objetivo é resgatar e trazer para a memória dos venâncio-airenses o passado das empresas, mostrar o quanto evoluiu. Às vezes a própria equipe não conhece o passado da empresa”, salienta.

Além dos estabelecimentos, o projeto contempla o resgate da Caciva, desde o tempo em que não existia com essa nomenclatura, já que a entidade foi criada com a fusão da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) e Associação Comercial e Industrial de Venâncio Aires.

Uma das empresas que participou da iniciativa foi a Centro de Pinturas. Sócia-proprietária da loja, Ana Júlia Schmidt Goettens avalia de forma muito positiva o projeto de resgate de memórias.

A empresária afirma que é uma forma de valorizar a trajetória de crescimento da empresa, quando se volta aos anos iniciais do empreendimento. “É uma forma de voltarmos no tempo e valorizarmos o quanto evoluímos nesses 20 anos de história”, salienta.

Quando foi inaugurado, em outubro de 2000, o Centro de Pinturas ficava na esquina das ruas Osvaldo Aranha e Conde D’Eu, no mesmo prédio da Caciva. Foram cinco anos instalados neste endereço, depois mudaram para a rua Tiradentes, próximo da sinaleira com Voluntários da Pátria, local onde ficaram por sete anos. “Aprendemos no dia a dia no início. Fomos os pioneiros em oferecer o programa para simular as cores das tintas no ambiente, uma tecnologia que não existia nos outros estabelecimentos na época”, completa.

Na localização atual, na rua Voluntários da Pátria, a loja está instalada há oito anos. Ana Júlia ressalta que todas as mudanças foram com o intuito de melhorar, proporcionar mais conforto ao cliente, seja pelo espaço de atendimento mais amplo ou facilidade de estacionamento. “Estamos em constante mudança, até o final deste ano queremos mudar o layout da loja. Vamos nos adaptando e evoluindo com o passar do tempo”, complementa.

A empresária se emociona ao falar do início da trajetória e observa que iniciativas como essa do resgate fotográfico proporcionam essa volta no tempo para recordar o tempo que passou. Quando abriu o negócio, ela e o marido não eram conhecidos no município, já que tinham vindo de Lajeado para empreender em Venâncio Aires.

Ela conta que a gratidão é muito grande pelo auxílio que teve do tio, João Carlos Schmidt, que faleceu recentemente vítima de complicações da Covid-19. “Eu me emociono porque ele foi muito importante, nos proporcionou o contato com mais pessoas e isso é essencial em qualquer negócio, o relacionamento com as pessoas é indispensável”, enfatiza.

A exposição do projeto ‘Memórias’ pode ser conferida no @caciva.rs no Instagram e @cacivars no Facebook.

Empresas que participaram da iniciativa

Arcido Autopeças
Arly Hickmann
Cantu Stange
Centro de Pinturas
Colégio Gaspar da Silveira Martins
Ervateira Elacy
Faires
Haas Madeireira
Kappel Imóveis
Pontinha dos Pés
Redemac Adams
Venax Eletrodomésticos

Leia mais:

Painel evidencia desafios e oportunidades para o desenvolvimento de Venâncio

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes