Quando o voluntariado está ‘no sangue’

-

Venâncio Aires é conhecida por ser uma cidade solidária e acolhedora. Não é à toa que a Capital do Chimarrão é a casa de muitos clubes de serviço. Além disso, muitas famílias venâncio-airenses também participam em peso do voluntariado, como é o caso da família Teixeira Porto.

O ditado ‘tal pai, tal filho’ teve o caminho invertido na casa dos Teixeira Porto quando o assunto é ingressar no voluntariado. Arthur Teixeira Porto, o filho mais velho da família, com 16 anos, foi o primeiro a ser tocado pela missão, quando, em março de 2015 passou a integrar o Rotakids Venâncio Aires Chimarrão. Atualmente, Arthur já faz parte do Interact Club, devido a idade.

A mãe, Cristiane Teixeira Porto, 42 anos, conta que ela e o marido, Eduardo Heitor Porto, 50 anos, começaram o envolvimento com o clube ao ajudar o filho. “Notamos um entusiasmo dele ao fazer novas amizades e trabalhar em prol de outras pessoas, fazendo o bem”, afirma. O casal participava com o filho de ações e auxiliava com caronas quando era necessário, já que o Rotakids tem sócios de 6 a 12 anos. Em julho de 2016, a responsabilidade aumentou, quando Arthur foi empossado presidente do clube. “A partir de então tivemos a tarefa de organizar ações junto ao coordenador e as crianças do clube”, explica.

A vez do pai da família, o Eduardo, chegou quando um companheiro do Rotary Club Venâncio Aires Chimarrão estendeu o convite para fazer parte da entidade em setembro de 2016. Desde junho ele preside o clube.

A filha mais nova, Amanda Teixeira Porto, 10 anos, começou a integrar o Rotakids em julho de 2017 e neste ano preside o clube. Já a mãe Cristiane Teixeira Porto, se tornou coordenadora do Rotakids em 2018. Já em julho de 2019 ela foi convidada a integrar a Casa da Amizade de Venâncio Aires, que é a atual vice-presidente da entidade.

União

A dona de casa Cristiane relata que fazer parte de clubes de serviço são experiências gratificantes para toda a família. Ela destaca que o assunto é recorrente na rotina diária da família. “Lemos projetos de outras cidades, estados e até de fora do país para tentar auxiliar nosso clubes e termos novas ideais para colocar em prática na comunidade venâncio-airense”, afirma. A mãe da família observa que quando os clubes se unem a favor de uma causa, a família toda participa das ações.

Para Porto, que é gerente industrial, o espírito de união de toda família aumentou consideravelmente quando passaram a integrar os clubes de serviço. “Queremos fazer a diferença unidos. Sabemos que tanto o Rotakids, Interact, Rotary e Casa da Amizade podem ser pequenos, como uma gota no oceano, mas que todos jutos já fazem uma ‘baita’ diferença em nossa cidade”, frisa.

“Não conseguimos imaginar nossa família longe deste movimento que une pessoas e propicia amizades que estão juntas por um único objetivo: fazer o bem sem olhar a quem.”
CRISTIANE TEIXEIRA PORTO
Integrante da Casa da Amizade e coordenadora do Rotakids

LEIA MAIS:

notícias últimas Folha do Mate
 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes