Ocorre na segunda-feira, 1º de agosto, a décima etapa do recolhimento de materiais em desuso ocorre no bairro Aviação. Ação visa evitar a proliferação do Aedes aegypti (Foto: Alvaro Pegoraro/Folha do Mate)
Total de casos de dengue confirmados no município é de 175 (Foto: Alvaro Pegoraro/Folha do Mate)

Venâncio Aires está há um mês sem registrar novos casos de dengue. Segundo dados repassados pela Coordenadoria de Comunicação e Marketing da Prefeitura, o número de casos é de 175, estável desde o dia 13 de julho. Mesmo que novos testes tenham sido feitos, todos tiveram o resultado negativo.

O município foi o único da região de abrangência da 13ª Coordenadoria Regional de Saúde (13ª CRS) que viveu um surto de dengue neste ano. O especialista em saúde da Coordenadoria, Luis Casseres, explica que o surto acontece quando muitos casos são registrados em um curto espaço de tempo, como ocorreu na Capital do Chimarrão entre abril e julho.

Além disso, neste ano, o município registrou um óbito por dengue. Ao todo, no estado, foram seis mortes pela doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti.

Nos últimos números divulgados pela Administração Municipal, nenhum caso estava em análise. No entanto, 294 pessoas haviam buscado a testagem. Destas, 175 foram reagentes e outros 119 não reagentes.

Infestação

Cassares salienta que a Capital do Chimarrão, desde o último ano, é considerada infestada pelo Aedes aegypti. Isso acontece a partir do momento em que é encontrada uma larva do mosquito durante as visitas das agentes de endemias. Para perder esse ‘título’, é necessário adotar uma série de medidas durante 12 meses. “Dentre esses requisitos está a não identificação de novas larvas do mosquito”, observa.

No entanto, ele pontua que no município, a cada visita das agentes, pelo menos uma larva é encontrada. Além da Capital do Chimarrão, outros nove municípios de cobertura da Coordenadoria de saúde são considerados infestados.

Ações contra a dengue

• Em dezembro de 2019, foi apresentado um plano de contingência para o enfrentamento da dengue. A medida foi adotada para um possível surto que poderia acontecer neste ano.

• Em abril deste ano, a Prefeitura, em parceria com a empresa Biosystem, realizou a dedetização com larvicida em telhados de residências para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti nos bairros onde casos estavam sendo registrados: Cidade Alta, Xangrilá, Cidade Nova, Aviação, Cruzeiro e Centro.

• A Prefeitura também realizou a aplicação de um produto biológico em piscinas residenciais em desuso ou que, por ventura, não estivessem recebendo a aplicação básica de cloro e circulação de água contida no local com a ativação do motor.

• Em maio, um trabalho de dedetização em parceria com os técnicos do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs) foi realizado em bairros de Venâncio Aires.

• Prefeitura iniciou roteiro de recolhimento de materiais em desuso por bairros de Venâncio Aires. Ação tem como intuito evitar a proliferação do mosquito.

• Dez novos agentes de endemias foram contratados para auxiliar no trabalho de prevenção à dengue.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome