Vacinas em dia e acompanhamento periódico garantem mais qualidade de vida aos pets

-

A maior procura por atendimento veterinário ocorre para a vacinação, como forma de prevenção. Além disso, trauma decorrentes de acidentes, patologias ginecológicas, dermatopatias e tratamento do câncer – principalmente de mamas em fêmeas não castradas – também estão entre os principais motivos de consultas veterinárias.

“Pode-se dizer que a rotina de uma clínica veterinária de médio ou de grande porte vai atender e tratar as mais diversas patologias clínica e cirúrgicas. Cada dia mais, a medicina veterinária vem se especializando e se atualizando nos diversos tratamentos de diversas patologias”, explica o médico veterinário Luciano Frozza.

Segundo a médica veterinária Ana Maria de Campos, a orientação é que as consultas periódicas ocorram, pelo menos, duas vezes ano ano, para acompanhamento do pet e exames. “Às vezes, até num exame clínico, a partir de uma conversa na qual procuramos saber como um animal está ou num simples exame de urina podemos encontrar alterações de alguma doença”, comenta, ao observar que, no caso de animais mais velhos, o atendimento deve ser mais frequente.

Frozza complementa que animais mais velhos, a partir de 7 ou 8 anos, devem ser melhores avaliados, com exames de sangue (hemograma e bioquímica), eletrocardiograma, raio x torácico e ultrassonografia abdominal. “Dessa forma muitas patologias serão descobertas no início do processo, aumentando a chance de cura ou prolongando o tempo de vida.”

LEIA MAIS: Dia do Veterinário: a dedicação e os avanços na atuação dos médicos dos bichos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes