Holofotes para os pets: fotos agora são com eles

-

Que os animais são parte da família, isso todo mundo já sabe. Mas que agora eles estão virando estrelas em ensaios fotográficos é novidade. A opção é uma forma de eternizar os momentos vividos ao lados dos fiéis companheiros.

A estudante Betina Pressler, 21 anos, é dona de três: o Chico, um Shif-Tzu, de 2 anos e 7 meses; a Skadi, sem raça definida, com nove meses e; o Colt, um Boxer, de cinco meses. Os primeiros cliques foram no Natal de 2018, quando estava em busca de um presente diferente e criativo para o noivo, Alessandro. A ideia foi colocada em prática com a ajuda da fotógrafa Leíne Bertotti, 25 anos, que já havia tido a experiência com outros animais e ‘abriu’ as portas do estúdio para receber Chico e Skadi. O mais novo, Colt ainda não havia chegado para integrar a família. “O Chico foi supertranquilo para fazer as fotos, ele olhava, fazia poses e a Skadi foi super difícil, ela não parou quieta, fez xixi, mordeu e estragou, mas no fim as fotos ficaram lindas”, conta a moradora do bairro Aviação.

Betina com Chico, no ensaio de Dia das Mães. (Foto: Leíne Bertotti/Divulgação)

Registrar esses momentos, segundo Betina, além das fotos que são tiradas em casa, com o celular, é uma forma de ter sempre uma lembrança deles. “Sei que a vida deles vai ser muito menor do que a nossa. Quis guardar as fotos para lembrar da grande importância que tiveram em nossa vida e do quanto foram nossos amigos, filhos e bebês”, justifica. O segundo ensaio foi realizado no mês de maio para marcar o Dia das Mães. Dessa vez, Chico foi levado ao estúdio fotográfico sozinho por um motivo especial: foi o primeiro animal de estimação de Betina. “Consegui tirar fotos com ele, além dele ter feito pose e olhado pra mim nos registros”, conta. O objetivo, no próximo ensaio, é proporcionar ao Colt o momento diante das câmeras.

OS TRÊS
O primeiro a chegar na casa da família foi o Chico. Além de ‘filho mais velho’, ele também é o mais ciumento, conforme Betina. Ela conta que ele só quer colo, está sempre perto, mas é o mais tranquilo. Skadi adotou o Colt quando ele chegou, “é a mãezona dele” e esses dois são também os mais agitados e grandes. O único a ficar dentro de casa, à noite, é o Chico. Os outros dois ficam juntos na casinha.

REGISTRO
A fotógrafa Leíne explica que está se tornando comum os donos procurarem registrar seus momentos com os pets. “Levar eles para o estúdio é uma festa. A gente se diverte”, conta. Mesmo que essa missão pareça fácil, algumas técnicas são utilizadas para conseguir obter um bom resultado no final. “Usamos alguns truques como biscoitos e brinquedos que fazem barulho para chamar atenção deles”, revela. A orientação é para que os donos levem os animais antes ao local para que possam ir se adaptando. “Gosto de deixar eles bem à vontade, cheirar, andar e só depois partimos para o cenário”, explica.
Leíne também é dona do cachorro Brownie e dos gatos Morgan e Marduke, todos adotados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes