Inauguradas as obras de reforma e ampliação da usina de lixo

-

Durante a solenidade realizada ontem pela manhã, a administração municipal inaugurou as obras de reforma, ampliação e melhorias da usina de triagem de resíduos sólidos urbanos de Venâncio Aires, coordenada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma). Com atividades interrompidas desde 2009, devido à sujeira e à má utilização, o local passou por reforma, ampliação e limpeza. O trabalho de triagem de resíduos se reiniciou no dia 14 de maio pela empresa JEMG. A expectativa é reciclar cerca de 8% das 750 toneladas de lixo produzidas mensalmente pela população.

O secretário de Meio Ambiente, César Ernsen, lembrou que em outubro de 2010 recebeu a missão, junto com a equipe da Semma, de colocar o complexo novamente em operação. Rebateu as críticas daqueles que afirmam que o trabalho demorou e que a usina havia sido desativada. “Foi desativada porque aqui sobrou somente uma esteira velha, e a municipalidade teve o cuidado de não quebrar nenhum contrato. Tudo o que se fez levou tempo porque se pensou muito bem para não deixar prejuízos para o município. Se levou tempo par afazer porque isso não era uma usina. O que deixaram eram uns galpões, sem infraestrutura”, afirmou.

Ernsen acentuou que foi planejado de que forma seria investido numa usina de triagem, se não houvesse uma empresa interessada e como investir R$ 125 mil sem ter uma empresa interessada em prestar serviços. Aberta licitação, uma cooperativa demonstrou interesse e a reestruturação foi iniciada. No final de 2011, essa entidade recebeu notificação de que não poderia executar esse tipo de atividade. “Tivemos que fazer novamente uma licitação e de novo apareceu uma empresa interessada. Somente chegamos até aqui graças ao apoio de várias secretarias e da nossa equipe. Vamos ser, com certeza, modelo na região pelos serviços prestados pela empresa JEMG aqui dentro da usina.”

O vice-prefeito Giovane Wickert falou que o ato tem uma simbologia grande, pois o projeto da usina se inciou quando o prefeito Airton Artus era secretário de Saúde e Meio Ambiente no governo Celso Artus. Na época se iniciou a coleta seletiva do lixo em Venâncio Aires. “Estamos entregando para o município uma outra realidade, onde reestruturamos a parte da infraestrutura, dos equipamentos, com uma empresa que conta com uma equipe de trabalho que vai reorganizar o processo. Tínhamos desde o primeiro ano essa meta e conseguimos efetivá-la. Estamos fazendo passo a passo esse caminho e com a reinauguração damos o primeiro. Temos muito para avançar e temos três níveis de lixo, o orgânico, o rejeito e o seco e, com as tecnologias existentes nesta área, quem sabe produzir energia?”, destacou.

Airton lembrou que a usina foi inaugurada em 1998, observando que em 2003 e em 2004 cerca de 3 milhões de quilos de resíduos foram depositados no local, demandando cinco anos para a retirada. “E quem tomou aquela decisão? Quem tomava conta da saúde e do meio ambiente naquela época?”, questionou, acrescentando que quando essas forças se unem de novo para controlar a saúde, o meio ambiente, as obras, mais do que nunca ao seu governo tem como obrigação, alertar a população do que pode vir pela frente. “Alertamos, não por legislar em causa própria, mas, sim, pelo compromisso de defender o interesse do nosso povo e um deles é proteger o meio ambiente. é o que estamos fazendo com a reinauguração da usina. E aqueles que vieram aqui fotografar quando estava ruim, porque não estão aqui agora para fotografar o que está bonito? Podemos ficar orgulhosos do trabalho que aqui foi feito, pois esta é a nossa maneira de trabalhar”, garantiu.

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes