Aloísio Finkler conta a ajuda da esposa Márcia Inês para desenvolver a atividade (Foto: Edemar Etges/Folha do Mate)

Promovido pelo escritório municipal da Emater/RS-Ascar, Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural e Grupo de Produtores de Leite de Venâncio Aires, com o apoio do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) e Sindicato Rural, o primeiro Concurso de Silagem de Milho conta com 16 agricultores inscritos. A informação é do engenheiro agrícola e extensionista rural, Diego Barden dos Santos.

Segundo ele, o concurso tem o intuito de divulgar e experimentar tecnologias de produção para as lavouras da região, buscando integrar entidades parceiras, empresas e produtores de sementes de milho, no intuito de valorizar e melhorar a produção agrícola.

PRODUTOR 

Como a época é propícia, alguns produtores inscritos já plantaram o milho e outros estão efetuando o plantio. Entre eles, está Aloísio Finkler, morador de Linha São Miguel. Ele tem a intenção de plantar quatro sacos de sementes de milho e, ao falar sobre o concurso, ele coloca que já trabalha com silagem desde quando começou a investir na produção de leite, no ano de 1986. “Não vejo o concurso como uma concorrência entre os produtores e, sim, uma oportunidade de melhorar ainda mais a qualidade da silagem e saber quais as variedades de milho que melhor se adaptam a nossa e a cada região do município”, salienta. Finkler observa que vai plantar três variedades e aquela que apresentar o melhor rendimento e qualidade superior, vai adotar na sua propriedade. “Uma silagem de qualidade superior faz as vacas produzirem um leite de melhor qualidade.”

Além do milho para o concurso, Finkler vai plantar mais seis hectares de milho safra para silagem e um hectare de milho para grão. Ele não planta a cultura na safrinha e acentua que logo após o corte, investe na cobertura verde de solo e assim, deixa a terra descansar até a próxima safra.

Com o trato da silagem, Finkler reduz os custos de produção de leite (Foto: Edemar Etges/Folha do Mate)

PREÇO

Hoje, o plantel leiteiro de Finkler é formado por 23 animais, dos quais, 11 vacas estão em lactação, com uma produção média diária de 25 litros, por vaca. O produtor tem um resfriador com capacidade para 1 mil litros, uma sala de ordenha e o recolhimento é feito pela integradora a cada dois dias.

Quanto ao preço, Finkler refere que ele não está tão ruim, mas poderia ser melhor remunerado e, para ter um rendimento maior, salienta que é preciso reduzir os custos de produção, ou seja, fornecer mais silagem e pastagem para as vacas. No mês passado, Finkler recebeu R$ 1,24 pelo litro do leite, enquanto o ideal seria de R$ 1,50. “O normal é o preço do leite subir na entrada do inverno. Este ano, porém, isto praticamente não ocorreu pois o preço baixou durante esta estação”, refere.


“Todos os insumos têm os preços reajustados, enquanto o leite tem um reajuste menor e muitas vezes, tem o preço reduzido.”

ALOÍSIO FINKLER – Produtor


PRODUTORES INSCRITOS

  • Adriano Luís Fischer – Vila Arlindo
  • Aloísio Finkler – Linha São Miguel
  • Ângelo Batista Reis – Linha Harmonia da Costa
  • Auri Metz – Centro Linha Brasil
  • César Renato Schwengber – Linha Estância Mariante
  • Décio Leissmann – Mato Leitão
  • Diego Fernando Hermes – Vila Palanque
  • Erne Ernesto Stertz – Linha Grão-Pará
  • Erni da Silva – Linha Chafariz
  • Írio José Frey – Linha Cecília
  • João Francisco Kappaunn – Linha Harmonia da Costa
  • Lauri José Schwendler – Linha Arroio Grande
  • Luís Fernando Hackenhaar – Vila Santa Emília
  • Marcelo Müller – Linha 17 de Junho
  • Marilei Richter – Linha Santana
  • Vilson Weber – Linha Grão-Pará

SAIBA MAIS 

  • A silagem de milho é uma das maneiras mais baratas para conservar a planta inteira de milho picado.
  • Venâncio Aires registra plantio de 12 mil hectares de milho para grão e 3,3 mil hectares para silagem.
  • A silagem de milho representa em torno de 40% da alimentação dos bovinos de leite da região. Por isso a importância de trabalhar este assunto. Este alimento precisa ser bem plantado e confeccionado para gerar melhores resultados na produção animal.
  • Os resultados finais da avaliação das silagens de milho dos participantes serão divulgados durante a II Agrofeira, que ocorrerá no mês de maio de 2020, no Parque Municipal do Chimarrão.
  • Empresas parceiras que doaram sementes de milho que foram sorteadas entre os produtores: Morgan, Dekalb, Syngenta, KWS, Agroceres, Agroeste, Agromen, Santa Helena e Sempre Sementes.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome