Legenda1: Repolho está entre os produtos fornecidos por Wilson da Trindade para o PAA em 2019. (Foto - Edemar Etges/Folha do Mate)

Entre os meses de julho e novembro, o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) beneficiou 600 famílias em vulnerabilidade social e três entidades assistenciais, em Venâncio Aires. No período, forneceu 86.547 quilos de alimentos produzidos por 92 famílias rurais do município.

Entre os agricultores familiares que forneceram os produtos está Wilson dos Santos Trindade, morador de Linha Estrela. Ele é um dos produtores que participa do programa deste a primeira edição, quando as entregas às famílias beneficiadas ainda ocorriam na Praça Coronel Thomaz Pereira (Praça da Matriz).

O produtor acompanhou a evolução do programa e as mudanças de endereço das entregas, que nos últimos anos ocorrem junto ao prédio da Cooperativa de Produtores de Venâncio Aires (Cooprova), localizado no Acesso Imperatriz Dona Leopoldina.

Este ano, Trindade vendeu alface, repolho, couve-folha, couve-flor e brócolis para o PAA. “Fornecer alimentos para o programa é uma forma de agregar renda e obter maiores lucros”, observa o produtor que forneceu alimentos, também, para o PAA de Canoas e realiza entregas para o 7º Batalhão de Infantaria Blindada (BIB) de Santa Cruz do Sul.

Além disso, Trindade ainda faz feiras semanais e vendas a domicílio. Para atender estes mercados, além dos produtos do PAA, incrementa a produção com feijão-vagem, pepino, beterraba, tempero verde, aipim e batata-doce. Para garantir o fornecimento destes produtos e evitar o desabastecimento, o agricultor conta com sistema de irrigação para as épocas mais críticas da falta de chuva.

O valor por Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) é de R$ 6,5 mil por ano e Trindade refere que se o valor fosse maior, poderia agregar mais renda e fornecer mais produtos ao PAA.

PROGRAMA

O extensionista rural do escritório municipal da Emater/RS-Ascar, Alex Gregory, salienta que o PAA é um importante instrumento para a garantia da segurança e soberania alimentar nos municípios que o executam com ênfase na produção e distribuição de alimentos frescos e com qualidade para inúmeras famílias com dificuldade de acesso a uma alimentação saudável.


“O PAA fortalece a produção local de alimentos e incentiva o produtor rural a diversificar a propriedade, resultando na ampliação da renda familiar.”

ALEX GREGORY – Extensionista rural


SAIBA MAIS

  • Três entidades socioassistenciais são atendidas, semanalmente, pelo PAA: o Comitê da Cidadania e Combate Contra a Fome e a Miséria de Venâncio Aires, a Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), e a ONG Parceiros da Esperança (Paresp).
  • Foram 20 semanas de entregas sempre às terças-feiras à tarde.
  • O total de cestas distribuídas soma 3 mil.
  • A variedade soma 37 produtos ofertados, sendo hortaliças (5.336 quilos), cinco espécies frutíferas (21.257 quilos) e 11 derivados de agroindústrias familiares (11.924 quilos).
  • O peso médio por cesta foi de 29 quilos, com cerca de 20 produtos por cesta.
  • O total de valor gasto com a aquisição de alimentos soma R$ 250 mil.
  • Os cinco alimentos mais ofertados em quantidade são o aipim (12.353 quilos); laranjas (9.687 quilos); repolho (7.254 quilos); batata-doce (6.859 quilos); e bergamotas (6.021 quilos).
  • O programa foi desenvolvido num trabalho de parceria das secretarias municipais de Desenvolvimento Rural e de Habitação e Desenvolvimento Social, escritório municipal da Emater/RS-Ascar, Sindicatos dos Trabalhadores Rurais, Sindicato Rural e Cooperativa de Produtores de Venâncio Aires (Cooprova)

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome