De 1º de janeiro até 31 de maio cada brasileiro trabalhou para pagar os impostos e contribuições que vem embutidos em serviços e produtos. Em meio a um início de ano conturbado no que diz respeito a alta nos produtos e na crise financeira em geral vivida em todo o país, hoje é o dia em que muitas pessoas do Brasil podem ‘desfrutar da experiência’ de adquirir produtos e serviços bem mais baratos. Cidades como Pelotas, Porto Alegre e Caxias do Sul irão promover a ação. Mas em Venâncio não deverá haver nenhum estabelecimento ofertando produtos ou serviços mais baratos.

Para se ter uma ideia dos impostos e contribuições, em bebidas, por exemplo, como cerveja e água mineral, o percentual correspondente ao que é pago de impostos chega a 55,60% e 44,55%, respectivamente.

Segundo o Impostômetro, ferramenta criada pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), de 1º de janeiro até ontem, mais de R$ 858 bilhões já foram pagos em tributos no país. Com esse valor, o governo poderia construir mais de 49.938 salas de aula. O Impostômetro encerrou o ano de 2014 com a marca recorde de R$ 1,85 trilhão.

Foto: Reprodução / Folha do MateNo site impostometro.com.br é possível acompanhar o valor pago pelos brasileiros desde 1º de janeiro de 2015
No site impostometro.com.br é possível acompanhar o valor pago pelos brasileiros desde 1º de janeiro de 2015