Preso desde outubro de 2016, acusado de tentar matar a ex-mulher, o motorista André Luiz Kuntz, 32 anos, passará mais alguns anos atrás das grades. No julgamento realizado nesta quinta-feira, no Fórum de Venâncio Aires, foi condenado a 10 anos e oito meses de reclusão.

Foto: Alvaro Pegoraro / Folha do MateObservado por agentes penitenciários e ao lado da defensora, Kuntz ouviu a sentença
Observado por agentes penitenciários e ao lado da defensora, Kuntz ouviu a sentença

Em plenário, o réu negou que tenha atirado contra a ex-mulher e disse que instantes após este episódio, foi vítima de uma tentativa de homicídio, negando também que tenha tentado se suicidar. Ele foi atingido por um tiro, na cabeça.

Kuntz foi levado a júri por tentativa de feminicídio. Sua defesa foi feita pela defensora pública Luciana Artus Schneider e a acusação ficou a cargo do promotor Pedro Rui da Fontoura Porto. A sessão foi presidida pelo juiz João Francisco Goulart Borges e o corpo de jurados foi composto por cinco mulheres e dois homens.

Leia a reportagem completa na edição de sexta-feira.