Usuários do transporte público já têm uma estrutura coberta à disposição na Praça da Matriz, um dos principais pontos de ônibus de Venâncio Aires (Foto: Carlos Dickow/Folha do Mate)

Foi instalado no fim da tarde desta sexta-feira, 6, quase na esquina das ruas Tiradentes e General Osório, na região central de Venâncio Aires, um abrigo provisório para os usuários do transporte público. A estrutura – que se assemelha a um palco e é coberta com lona – ficará no local até que a parada inteligente, que está sendo desenvolvida pela HS Metalúrgica Industrial, esteja pronta para ser implementada, como solução definitiva.

Com a medida, a Administração ameniza a situação de quem costuma pegar ônibus naquele ponto, já que os usuários não contavam com um abrigo há muito tempo e as críticas só aumentavam. Para o prefeito Giovane Wickert, “a parada provisória só não ficou melhor que a da Praça Evangélica”. No entanto, ele revela que está fazendo contagem regressiva para que a questão seja completamente encerrada. “Demorou, mas agora conseguimos o paliativo. Até o fim de outubro devemos ter este problema solucionado”, acredita.


“É uma estrutura provisória, mas ficou bem bonita. Não temos paradas de grande qualidade em Venâncio, a não ser a da Praça Evangélica, que é mais robusta. Queremos melhorar.”

GIOVANE WICKERT – Prefeito de Venâncio Aires


APROVAÇÃO

Enquanto colaboradores da empresa que apresentou o menor preço para a estrutura provisória a instalavam na Praça da Matriz, muitos usuários do transporte coletivo se protegiam com guarda-chuvas. A safrista Cecília Justen, moradora do bairro São Francisco Xavier, não chegou a utilizar o abrigo, pois seu ônibus veio antes da finalização do trabalho, mas afirmou que a parada é muito importante para quem costuma aguardar o coletivo. “Fizeram o certo agora. Não adiantava ficar esperando a tal da parada inteligente com as pessoas tomando banho de chuva. Ficou bom, é uma cobertura bem satisfatória”, analisou.

O valor aproximado, segundo o prefeito Giovane Wickert, destinado pela Prefeitura para manter o abrigo provisório na Praça da Matriz, até que a parada inteligente esteja pronta para instalação e solução definitiva do imbróglio é R$ 4 mil.

Cecília Justen (de preto), moradora do bairro São Francisco Xavier, escapou dos pingos de chuva, nesta sexta-feira, 6, com proteção própria (Foto: Carlos Dickow/Folha do Mate)

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome