Votação foi encerrada nesta quarta-feira, 23 (Foto: Alvaro Pegoraro/Folha do Mate)

Números divulgados nessa quinta-feira, 17, pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) apontam que Venâncio Aires fechou 704 empregos no mês de setembro. O período, para a Capital Nacional do Chimarrão, é de reflexo do fim da safra do tabaco e, dessa forma, o município não conseguiu acompanhar as trajetórias positivas do estado e do país na geração de emprego. Em setembro, a indústria de transformação venâncio-airense contratou 266 e demitiu 999 pessoas, um saldo de 733 vagas negativas.

Setores como comércio e serviços, com 27 e 11 empregos gerados no mês, respectivamente, foram importantes para que o saldo não ficasse ainda pior. Consideradas as admissões (572), e demissões (1.276), a Capital do Chimarrão teve o resultado negativo de 704 postos de trabalho. Entretanto, o desempenho é o melhor para setembro desde 2015, quando Venâncio Aires perdeu 443 empregos no mês analisado. Desde 2003, quando o Caged passou a acompanhar a movimentação do mercado de trabalho, somente no primeiro ano o município teve um desempenho positivo, com a geração de 20 empregos com carteira assinada.

ESTADO E PAÍS

O Rio Grande do Sul fechou setembro com a geração de 1.603 postos de trabalho, fruto de 81.574 contratações e 79.971 desligamentos. No ano, o estado aparece com uma geração de 17.888 vagas, resultado de 851.550 admissões e 833.662 demissões. Nos últimos 12 meses, a geração chega aos 15.563 postos, com 1.104.001 entradas e 1.088.438 saídas.

No Brasil, em setembro, foram gerados 157.213 empregos com carteira assinada, com 1.341.716 contratações e 1.184.503 demissões. No ano, o país chega a 761.776 vagas criadas, resultado de 12.416.563 admissões e 11.654.787 desligamentos. Nos últimos 12 meses, o saldo é positivo de 548.297 empregos formais. No período, foram 15.966.514 entradas e 15.418.217 saídas.

No ano, Venâncio Aires mantém desempenho positivo, com 838 empregos formais criados. Nos primeiros nove meses de 2019, foram 10.174 admissões e 9.336 desligamentos. Nos últimos 12 meses, o resultado também é positivo, com 122 vagas criadas. No período, foram 11.710 contratações e 11.588 demissões.

VENÂNCIO EM SETEMBRO 

Setor – Admissões – Desligamentos – Saldo
Extrativa mineral – 0 – 0 – 0
Indústria de transformação – 266 – 999 – 733
Utilidade pública – 0 – 1 -1
Construção civil – 24 – 30 -6
Comércio – 152 – 125 – 27
Serviços – 129 – 118 – 11
Administração pública – 0 – 0 – 0
Agropecuária – 1- 3 -2
Total – 572 – 1.276 – 704

SETEMBRO NA HISTÓRIA 

Ano – Saldo
2019 – 704
2018 – 1.680
2017 – 2.265
2016 – 898
2015 – 443
2014 – 1.828
2013 – 772
2012 – 1.376
2011 – 29
2010 – 392
2009 – 306
2008 – 814
2007 – 252
2006 – 752
2005 – 778
2004 – 1.124
2003 – 20

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome