Apresentação feita na Câmara permite uma noção de como ficará a Praça Evangélica com a construção do monumento na esquina das ruas Tiradentes e Voluntários da Pátria (Foto: Divulgação)

A Prefeitura de Venâncio Aires está autorizada a licitar a contratação de profissional para execução do Monumento à Bíblia, que será construído na Praça Evangélica, na esquina das ruas Tiradentes e Voluntários da Pátria, no Centro da Capital Nacional do Chimarrão. Na sessão do Legislativo desta segunda-feira, 19, o Projeto de Lei número 124/2019, do Executivo, foi aprovado por unanimidade pelos vereadores. A obra terá quase três metros de altura, conforme maquete apresentada no telão do Plenário Vicente Schuck.

Na justificativa da proposta aprovada pelos parlamentares, o prefeito Giovane Wickert destaca que “o Monumento à Bíblia é demanda da comunidade cristã e pretende despertar forte impacto visual na perspectiva de quem for passar pelo local”. Também de acordo com o chefe do Executivo, “este impacto contribuirá para o turismo religioso, atraindo pessoas de outras cidades, especialmente na Semana da Bíblia”.

Serão investidos R$ 42 mil na construção do monumento, rubrica que será aberta na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo. Os recursos, no entanto, segundo especifica o projeto, virão das secretarias da Fazenda (R$ 15 mil), Planejamento e Urbanismo (R$ 15 mil) e do Gabinete do Prefeito (R$ 12 mil). Apesar de os valores estarem garantidos pelo Município, durante a sessão da Câmara, o presidente Eduardo Kappel (Progressistas) assegurou que vai destinar R$ 25 mil ao Executivo e sugerir que o montante seja utilizado no custeio de parte da obra. “A demanda é antiga”, reforçou ele.

COMO SERÁ

  • O Monumento à Bíblia terá uma base de 40 centímetros de altura, no formato do mapa do município de Venâncio Aires. Nesta base, estarão especificados os distritos da Capital Nacional do Chimarrão, em diferentes cores.
  • Da base partirá uma haste, de 40 centímetros que servirá de sustentação para a Bíblia, que terá 2,1 metros e estará aberta e com o seguinte dizer: “Se, com tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo”, versículo de Romanos 10:9.
  • Serão 2,9 metros de altura, no total, e 7 metros de comprimento, com a posição solar voltada para o Norte/Nordeste. A base com mapa de Venâncio tem apelo educacional de caráter pedagógico e a expectativa é que muitas pessoas visitem o local para tirar fotos.
  • Imediatamente à frente do Monumento à Bíblia, estará o símbolo da Rosa dos Ventos, com a indicação do Norte verdadeiro, o que facilitará a localização de outros pontos turísticos do município.
Base do monumento será no formato do mapa de Venâncio Aires (Foto: Divulgação)

“Queremos que seja conhecida como Praça da Bíblia”

Presidente do Conselho de Ministros e Pastores Evangélicos de Venâncio Aires (Compev), o pastor Rudi Lindermann destaca que a concretização do Monumento à Bíblia “é resultado de uma batalha e nos traz muita alegria”. De acordo com ele, “a Bíblia é a palavra de Deus, espírito e vida” e a sua leitura deve fazer parte do hábito diário dos cidadãos. Lindermann destaca que “só a palavra tem a força necessária para mudar o coração das pessoas, especialmente em tempos em que a gente vê a maldade aumentando”.

Rudi Lindermann, presidente do Compev, destaca a importância do Monumento à Bíblia para a comunidade de Venâncio Aires (Foto: Divulgação)

O pastor diz que o tamanho do monumento foi pensado justamente para que “mesmo quem passar correndo pelo local possa notar a obra e ler a inscrição que estará nela”. Ele também revela outro desejo do Compev: “Queremos que seja conhecida como Praça da Bíblia”. Oficialmente, Henrique Bender é o nome do espaço, que também é conhecido pela comunidade como Praça Evangélica e Praça da Bandeira.


“Precisamos espalhar a palavra de Deus pelo município, pois ela pode salvar as pessoas das drogas, do crime, da depressão, da melancolia e do desânimo. A Bíblia não é só dos evangélicos, é de todos, pois é a carta de amor de Deus para toda a humanidade.”

RUDI LINDERMANN – Presidente do Compev


VISITAÇÃO 

Para o pastor Rudi Lindermann, o Monumento à Bíblia será um ponto de encontro de turistas, estudantes e professores, além de um belo cenário para registros fotográficos. “Estamos fazendo a nossa parte, pois com um pouquinho de esforço de cada um, temos um resultado tremendo para a sociedade”, conclui.

2 comentários

  1. A praça sempre foi um espaço onde a historia é celebrada e (re)lembrada através dos tempos em monumentos. Ou em formas diferentes como obras de arte. Não vejo nenhum motivo para erguer tal “monumento” .

  2. Ah que ponto chegou o fundamentalismo religioso no Brasil, deveriam usar o espaço público para celebrar a cultura gaúcha e não o folclore de Israel.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome