Foto: Edemar Etges / Folha do Mate/ArquivoFMFamílias a serem beneficiadas em 2019 serão selecionadas pela Secretaria de Desenvolvimento Social
Famílias a serem beneficiadas em 2019 serão selecionadas pela Secretaria de Desenvolvimento Social

Na quarta-feira, 2, o Governo Federal publicou no Diário Oficial da União (DOU) o valor que o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), repassará, em 2019, para Venâncio Aires. São R$ 250 mil que beneficiarão agricultores e agroindústrias familiares e entidades assistenciais do município.O valor é R$ 50 mil inferior ao programa de 2018, quando o recurso somou R$ 300 mil.Este será o sétimo ano de desenvolvimento do PAA em Venâncio Aires. O programa é uma parceria das secretarias municipal de Agricultura e de Habitação e Desenvolvimento Social, escritório municipal da Emater/RS e Cooperativa dos Produtores de Venâncio Aires (Cooprova) e deverá atender 39 produtores rurais, dos quais, 40% a 45% deverão ser orgânicos e ainda, incentivará mulheres como público prioritário.Segundo o secretário municipal de Agricultura, André Kaufmann, os produtores serão os mesmos que produziram e forneceram alimentos para o PAA em 2018 e as famílias a serem beneficiadas serão selecionadas pela Secretaria Municipal de Habitação e Desenvolvimento Social. Ainda não está definida a data de início do programa. O secretário acredita que a distribuição ocorrerá entre o fim do mês de fevereiro e início de março.

CADEIA PRODUTIVAKaufmann salienta que o programa será trabalhado em 2019 obedecendo as parcerias com o escritório municipal da Emater e Cooperativa dos Produtores de Venâncio Aires (Cooprova). A cooperativa, segundo o secretário, tem o papel de organizar as duas cadeias – as famílias que vão produzir os alimentos e aquelas que serão beneficiadas. “A Cooprova une as duas pontas”, frisa. Kaufmann acentua a Emater/RS-Ascar qualifica os produtores e a municipalidade, incentiva algumas ações, como a distribuição de calcário, e propicia visibilidade ao produtor com a promoção de feiras e outros eventos. A partir da implantação do programa, o secretário salienta que a ideia do governo municipal é melhorar e qualificar mais esta cadeia produtiva e buscar novos mercados, o que inclui trabalhar o PAA em outros municípios. “A cadeia produtiva está pronta e organizada. Apenas precisamos escoar a produção e o PAA é uma destas ferramentas. Não criar novos produtos e sim, melhorar a qualidade dos alimentos que já existem”, observa.

DIVERSIFICAÇÃOO secretário salienta ainda que muito se fala em diversificar, porém, o município, segundo ele, já é bastante diversificado. “Precisamos qualificar esta diversificação e fazer com que o produtor ganhe mais dinheiro. A diversificação, muitas vezes, não significa mais qualidade”, frisa. Ele acrescenta que na maioria das vezes, se produz menos do que é a média e o objetivo da municipalidade é melhorar ainda mais a produção. “Onde se produz uma determinada quantidade, a gente sabe que pode melhorar a produção, não somente com o uso maior de defensivos agrícolas e insumos, e sim, com a melhorara no manejo.”

“A cadeia produtiva está pronta e organizada. Apenas precisamos escoar a produção e o PAA é uma destas ferramentas.”ANDRÉ KAUFMANNSecretário municipal de Agricultura

SAIBA MAIS 10foi o número de entidades assistenciais atendias pelo PAA em 2018.

600foi o número de famílias atendidas em forma de cesta básica.

R$ 6,5 milfoi o limite de valor que cada produtor rural pode vender ao programa em 2018.

Recurso

Recursos aplicados nas compras de alimentos nos últimos anos, aos agricultores familiares de Venâncio Aires.

Ano – Valor R$

2013 – R$ 315 mil 2014 – R$ 466.145,902015 – R$ 466.145,902016 – R$ 326.302,132017 – R$ 326.302,132018 – R$ 300 mil

Total – R$ 2.199.896,06

Ano 2019 – Publicado Diário Oficial União – R$ 250 mil