Urbano Schmitt, ao lado do prefeito Giovane Wickert, na lombada que está no trevo do bairro Coronel Brito, na RSC-453, e deve ser transferida para o acesso ao bairro Battisti (Foto: Alvaro Pegoraro/Folha do Mate)

O novo presidente da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), Urbano Schmitt – o sucessor de Nelson Lídio Nunes na estatal -, esteve em Venâncio Aires, nesta quarta-feira, 18, para conhecer as prioridades municipais. Schmitt foi recepcionado na Prefeitura e, na sequência, na companhia do prefeito Giovane Wickert, do vice Celso Krämer e do coordenador do Departamento Municipal de Trânsito, Dário Martins, foi a alguns pontos das RSCs 453 e 287 – as duas principais rodovias que passam pela Capital Nacional do Chimarrão.

Administradas pela EGR, ambas são frequentemente alvo de críticas feitas pelos usuários, seja pelas más condições de conservação ou por apresentarem diversos ‘pontos de conflito’, que são apontados como locais de elevado risco no que se refere à ocorrência de acidentes. As autoridades de Venâncio levaram Schmitt, inicialmente, ao trevo de acesso ao Distrito Industrial, local para onde são pedidas ações visando melhorias para o acesso, pois em breve será deflagrada construção de um condomínio fechado. “É um ponto que precisará de intervenção, para que o fluxo seja ordenado e tranquilo”, diz Dário Martins.


“Estamos passando pelos trechos administrados pela EGR e Venâncio Aires está neste contexto. Para a 287, há um projeto maior, de duplicação, e para a 453 estamos em busca de melhorias.”

URBANO SCHMITT – Presidente da EGR


O presidente da estatal também esteve no trevo de acesso ao bairro Coronel Brito – onde permanece a lombada eletrônica cuja intenção da Administração é transferir para o trevo do bairro Battisti, pois no Coronel Brito foi instalada uma sinaleira. Também foi lembrada a necessidade de alargamento da pista no ponto, onde veículos e pedestres têm dividido o espaço, especialmente nos horários de pico. “Foi uma excelente oportunidade, pois o presidente da EGR se comprometeu em ser nosso parceiro. Quanto mais proximidade pudermos ter com ele, mais chance teremos de conseguir atendimento de demandas”, sugere Martins.

De acordo com Martins, ficou acertado que, no momento em que a EGR encaminhar a RSC-453 para a iniciativa privada, as autoridades de Venâncio Aires opinarão no sentido de que a rodovia tenha, no trevo do Coronel Brito, uma passagem por baixo da estrada, evitando o cruzamento de veículos no local.


“Precisamos do apoio da EGR para as intervenções nas duas rodovias. A visita do presidente é de extrema importância, pois mostra que há boa vontade no sentido de dialogar a buscar soluções.”

DÁRIO MARTINS – Chefe do Departamento Municipal de Trânsito


RSC-287

Schmitt não chegou a circular, na RSC-287, no trecho entre o trevo de acesso a Venâncio Aires e o Restaurante Casa Cheia, onde vários acidentes, muitos deles com vítimas fatais, têm ocorrido. Mas o presidente da EGR garante que sabe do problema e pretende estudar alguma medida emergencial para os quilômetros 80 e 81. “Em relação à 287, temos o projeto de concessão sendo encaminhado, e também a previsão de duplicação. Esperamos que até o fim do ano, no máximo o edital licitatório esteja concluído, prevendo obras de Tabaí a Santa Maria. Nesse meio tempo, vamos tentar amenizar a situação neste trecho no qual há registro recorrente de acidentes graves”, afirma. Redutores são a sugestão dos venâncio-airenses.

Vistorias

  • O secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos (Sisp), Renato Gollmann, e diretores da EGR também acompanharam as vistorias realizadas na manhã de quarta-feira.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome