Uma das ações propostas às famílias é um espaço para o Cantinho de Deus. (Foto: Padre Rodrigo Hillesheim)

Com o Dia dos Pais, que será comemorado neste domingo, 11, se inicia a Semana Nacional da Família, que tem como tema ‘A família, como vai?’ Para celebrar a semana, serão distribuídos cartazes e folderes como subsídios motivadores.

Entre as ações que serão desenvolvidas pela Pastoral Familiar da Paróquia São Sebastião (PSSM), estão as missas na Igreja Matriz, entre segunda, 12, e sexta-feira, 16, sempre no horário das 12h30min; mensagens especiais nas missas dos fins de semana, com a distribuição de folderes; e pedágio da família, que será conduzido pelos grupos de jovens da paróquia, hoje.

Além disso, os membros da Pastoral Familiar estarão disponíveis para a realização de palestras em escolas, comunidades, entidades e até mesmo em empresas, bastando, para isso, agendar na secretaria da paróquia com antecedência.


“O isolamento não proporciona mais paz e felicidade. Antes, fecha o coração da família, privando-a do horizonte amplo da existência.”

ANGELITA DA ROSA – Integrante da Pastoral Familiar


FAMÍLIA

“Vamos aproveitar esta semana para olharmos para os nossos lares e para as nossas famílias. Aproveitemos para gastarmos mais tempo com a nossa família, conversando mais, sorrindo mais e amando mais”, diz Angelita da Rosa, integrante da Pastoral Familiar da paróquia.

Ela acrescenta que com o espírito de estimular as pessoas a refletirem e avaliarem como estão as suas famílias, a Pastoral Familiar vai desenvolver uma programação especial para celebrar a semana nacional.

“No amor à família, não devemos restringir nossa atenção somente ao núcleo familiar de pais e filhos, mas também, à família alargada, onde estão os avós, tios, primos e até os vizinhos”, salienta Angelita.

Na família alargada, continua Angelita, pode haver pessoas necessitadas de ajuda, conforto, gestos de carinho ou apenas precisando de alguém para conversar e passar um tempo junto. “Às vezes, o individualismo dos tempos leva a nos fecharmos na segurança de um pequeno ninho e a sentir os outros como um incômodo”, completa.

CANTINHO DE DEUS 

Segundo o pároco Rodrigo Eduardo Hillesheim, uma das propostas é a organização do Cantinho de Deus nas casas, com o lembrete de que ‘Deus é muito educado: só entra e permanece, se for convidado. Para tanto, são necessários bíblia, crucifixo, água benta, imagem de Nossa Senhora ou da Sagrada Família, vela, foto da família e flores.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome