Venâncio tem cerca de 30 mil economias, entre contribuintes pessoa física e pessoa jurídica (Foto: Alvaro Pegoraro/Folha do Mate)

Com um percentual de 0,6% no Produto Interno Bruto (PIB) do Rio Grande do Sul, Venâncio Aires é o 30º município gaúcho no ranking das maiores participações.

De acordo com dados referentes a 2017, divulgados nesta sexta-feira, 13, pelo Departamento de Economia e Estatística (DEE), órgão vinculado à Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão, a Capital do Chimarrão perdeu uma posição em relação a 2016, quando teve participação de 0,7% e estava em 29ª na tabela.

Na soma dos valores que compõem o PIB, Venâncio alcançou quase R$ 2,7 bilhões em 2017 (R$ 2.696.506.534). São cerca de R$ 19 milhões a mais que em 2016, quando chegou a R$ 2.676.791.450. Mas, mesmo com a variação positiva no indicador, houve a queda percentual.

O Produto Interno Bruto (PIB) é a soma do Valor Agregado Bruto (VAB) total e dos impostos. O VAB total é a soma do Valor Agregado Bruto da agropecuária, da indústria e dos serviços. O VAB da administração pública já está incluído no VAB dos serviços.

CONCENTRAÇÃO

Com Porto Alegre (17,5%) na liderança, o ranking nos primeiros lugares é formado ainda por Caxias do Sul (5,1%), Canoas (4,5%), Gravataí (2,9%) , Rio Grande (2,2%), Triunfo (2,1%), Novo Hamburgo (2,1%), Passo Fundo (2%), Pelotas (2%) e Santa Cruz do Sul (1,9%). O município do Vale do Rio Pardo, aliás, perdeu duas posições entre 2017 e 2016, caindo de 8º para 10º na tabela.

Estas 10 cidades concentraram 42,3% da atividade econômica do Rio Grande do Sul. De acordo com o Departamento de Economia e Estatística, o indicador em 2017 ficou praticamente estável na comparação com o ano anterior, quando o grupo representava 42,4% do total.

Entre os municípios com os 10 maiores PIBs do Estado, destacam-se as atividades no setor de serviços e na indústria e menor participação da agropecuária no Valor Adicionado Bruto (VAB).

Série histórica de Venâncio

2012 – R$ 2.042.668.078

2013 – R$ 2.586.804.520

2014 – R$ 2.810.525.920

2015 – R$ 2.835.909.923

2016 – R$ 2.676.791.450

2017 – R$ 2.696.506.534

BRASIL

Em relação ao país, o Rio Grande do Sul perdeu, em 2017, uma cidade no grupo das 100 maiores economias em comparação ao ano anterior. Porto Alegre se manteve na sétima posição e está acompanhada por Caxias do Sul (pulou de 41º para 40º), Canoas (caiu de 40º para 47º) e Gravataí (foi do 91º para 79º). Rio Grande, que em 2016 estava no 95º posto, caiu para 107º.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome