Depois da chuva de ontem a temperatura baixou mais de dez graus (Foto Alvaro Pegoraro)

Fortes ventos seguidos de chuva causaram a queda brusca na temperatura ao longo do dia de ontem. A situação deve-se repetir hoje. A Sala de Situação da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema) do Governo do Estado emitiu aviso hidrometeorológico alertando para a chegada de forte massa de ar polar que promete deixar os próximos dias desta semana, gelados no Rio Grande do Sul.

Ontem, a chuva chegou no fim do dia na região do Vale do Rio Pardo e Taquari, mas foi passageira, contribuindo com queda da temperatura. A temperatura baixou 10ºC entre 15h e às 18h, de acordo com os termômetros da Terra FM. Já o Núcleo de Informações Hidrometeorológicas (NIH) da Univates prevê que a temperatura varie bastante hoje, algo em torno de 8ºC. A mínima prevista é de 6ºC e a máxima deve estacionar na casa dos 14ºC.

FRIO NO ESTADO

Hoje o tempo deve ficar seco, mas o frio seguirá forte ao longo da semana. O estado poderá registrar temperaturas negativas na serra, norte e parte da campanha. Entre hoje e amanhã mesmo com o sol aparecendo, a temperatura não subirá muito. A temperatura só deve subir com a aproximação de outra área de chuva durante o fim de semana. Na quinta-feira a máxima deve ficar em 4º e a máxima em 20ºC.

CONDIÇÕES HIDROLÓGICAS

Nos últimos dias não foram registrados volumes significativos de chuva nas bacias hidrográficas gaúchas. Os principais rios do estado seguem estáveis ou em declínio em todos os pontos monitorados. A previsão é de que todas as regiões hidrográficas registrem elevação ao longo da semana, mas sem volumes significativos e deve ser mal distribuído no espaço e no tempo, tendo uma passagem rápida pelo estado.

A resposta hidrológica, portanto, não deve ser significava. Os meteorologistas indicam, no momento, condição hidrológica de atenção diante de possíveis respostas de sub-bacias em razão de volumes localizados.

RAJADAS DE 70 KM/H E QUEDA DE ENERGIA 

Casal passou a maior parte do dia sem energia elétrica (Foto Cristiano Wildner)

Rajadas de vento com mais de 70 quilômetros por hora foram registradas, ao meio-dia de ontem, em Venâncio Aires, segundo o Climatempo. Os maiores transtornos foram provocados no interior e em bairros mais distantes do centro da cidade. Em Ponte Queimada, dezenas de famílias ficaram sem energia elétrica. No pico da ventania um cabo deixou as residências às escuras e sem água, pois naquela região ela provêm de poços artesianos. A promessa da concessionária RGE, aos moradores, é de que a luz retorne até esta quinta-feira.

“Quando falta luz por aqui ela demora pra voltar. Na última vez a energia elétrica faltou, só depois de quase três dias é que ela foi restabelecida”, informou a aposentada Ilse Stein, 67 anos, que mora em Ponte Queimada. “Espero que nada dos congelados estrague, em especial carnes”, comentou. A falta de energia, apenas nesta propriedade afeta cinco pessoas. A queda foi causada por um cabo de energia que rompeu em frente à residência. “Nem de carro dá pra sair já o que cabo encobre a nossa entrada”, lamenta Ademir Silveira, de 64 anos. O casal é aposentado.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome