Médicos do sobreaviso estão há mais de dois meses com salários atrasados

-

Não é novidade que o Hospital São Sebastião Mártir (HSSM) vem ‘penando’ há algum tempo quando o assunto é a questão financeira. Com uma dívida que soma R$ 17 milhões, a casa de saúde de Venâncio Aires não esconde as dificuldades para tentar se livrar do ‘vermelho’ e, em momentos da história recente, tem acontecido de atrasar salários.

Dessa vez, o caso mais crítico diz respeito aos médicos de especialidades que ficam de sobreaviso e que ainda não receberam os salários referentes aos meses de abril e maio. O acordo prevê que o pagamento sempre aconteça no dia 20, então já são quase 70 dias sem receber. “A maioria está descontente com o atraso. Nunca houve tanta demora. Estamos preocupados com a situação do hospital e claro que não queremos deixar ninguém desassistido, mas vai virando uma bola de neve”, desabafou um médico, que não quis se identificar.

Ele revelou ainda que existe a possibilidade de os profissionais suspenderem o serviço, mas isso dependerá de uma reunião na próxima terça-feira, 2, quando representantes do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers) estarão em Venâncio Aires. “Qualquer definição dependerá da orientação que tivermos. E mesmo que até lá haja algum pagamento, ainda terá atraso. Então manteremos a reunião”, relatou o médico ouvido pela Folha.

Entre as principais áreas de médicos de especialidades que ficam de sobreaviso, há da anestesia, obstetrícia, cirurgia, traumatologia, cardiologia e neurologia.

Direção confirma outro atraso

O presidente do Hospital São Sebastião Mártir, Luciano Spies, disse nesta sexta-feira, 28, que há expectativa de quitar parte do atraso na próxima segunda-feira, 1º de julho. Se o pagamento se confirmar, ele será referente ao mês trabalhado de abril, o qual deveria ter sido pago dia 20 de maio. Dessa forma, o mês ‘cinco’ do calendário, que venceu no último dia 20 de junho, por enquanto continuará em aberto.

Mas, não são apenas os médicos de sobreaviso que estão com salários atrasados. Conforme Spies, também há retardo na folha dos médicos plantonistas. Os profissionais ainda não receberam o pagamento de maio e que venceu dia 15 de junho.

FUNCIONÁRIOS

O presidente do HSSM informou que os salários dos funcionários estão em dia. O acordo é que esses profissionais sempre recebam até o quinto dia útil, mas, referente ao mês trabalhado de maio, o pagamento ocorreu nos dias 6 e 14 de junho. “É provável que em julho teremos de parcelar novamente, mas por hora estão em dia. Da mesma forma, as cirurgias eletivas, que têm verba específica, e fornecedores, estão quitados”, destacou Luciano Spies.

Conforme o presidente do hospital, como nos próximos dias está prevista a entrada de recursos repassados pela Prefeitura, a expectativa é de que seja possível quitar alguns atrasos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes