O homem baleado e preso durante uma operação da Polícia Federal (PF), no começo da madrugada da quarta-feira, 17, no município de Cristal, foi encontrado morto, dentro da cela da superintendência da PF. Marcos Luis Berghann, 34 anos, estava sob custódia e segundo informado, provavelmente se suicidou com as ataduras que ajudavam a estancar o sangue de um ferimento em uma das mãos. A morte foi notada na noite dessa quinta-feira, 18.

Na operação da PF, a mulher de Berghann foi morta a tiros e o filho deles, de 4 anos, ferido. A criança estava internada em um hospital de Porto Alegre e hoje à tarde foi confirmada a sua morte. Uma segunda mulher também foi morta. Conforme a PF, o grupo ocupava dois veículos e estava na região com a intenção de resgatar pessoas envolvidas no assalto contra uma agência bancária de Dom Feliciano. As duas mulheres, o homem e o menino residiam em Lajeado. As buscas aos assaltantes prosseguem.

LEIA MAIS: Mulheres mortas em barreira da Polícia Federal eram moradoras de Lajeado

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome