“De 2005 a 2012 foram 189 quilômetros asfaltados no nosso interior. Estamos no terceiro financiamento internacional e, com certeza, podemos ajudar Venâncio Aires a buscar esse caminho”. Com essa sentença esperançosa e no dia do seu aniversário, o prefeito de Caxias do Sul, Alceu Barbosa Velho (PDT), recebeu nesta quarta-feira, 13, os correligionários e amigos de Venâncio Aires, prefeito Airton Artus e secretário municipal do Planejamento, Telmo Kist. Na pauta do encontro esteve o Programa de Asfaltamento do Interior (PAI), criado por Caxias do Sul com o objetivo de levar infraestrutura ao meio rural. Venâncio Aires busca informações para adaptar a experiência serrana. Em cinco anos, a Capital do Chimarrão espera pavimentar mais 30 quilômetros de estradas do interior.

A reunião entre os chefes dos dois Executivos aconteceu no Gabinete do Prefeito de Caxias do Sul. Barbosa Velho apresentou a Artus as bases do PAI, que chega a sua terceira edição com mais um financiamento aprovado junto ao Banco de Desenvolvimento da América Latina – antiga Corporação Andina de Fomento (CAF). “Aprovamos 50 milhões de dólares esse ano para mais 70 quilômetros. Mas não é fácil. São muitas etapas e exigências. O que facilita é que nossos técnicos já estão ficando craques nisso. Estamos no terceiro projeto”, ressalta o prefeito da serra.

Airton Artus confirmou o custo aproximado de R$ 1 milhão por quilômetro e ressaltou as necessidades locais de asfaltamento do meio rural, especialmente para fomentar um polo de diversificação agrícola que está crescendo através da produção e abate de carnes e frangos.

Com um orçamento anual de R$ 1,5 bilhão, Caxias do Sul é uma das principais economias do Estado, mas também se queixa da falta de recursos para investimentos. “Temos menos de 5% desse orçamento para investimento. Precisamos buscar esse dinheiro ou, do contrário, Caxias não cresce”, revela o prefeito de lá. Na oportunidade, Barbosa Velho encaminhou contato com o secretário de Finanças de Caxias do Sul, Gilmar Santa Catharina. Os dois devem agendar reunião, em Brasília, para Airton Artus visitar o órgão financiador. “O projeto aprovado por Caxias do Sul é destinado apenas a municípios com mais de 100 mil habitantes, mas com certeza vocês podem buscar outras linhas de crédito”, explicou Barbosa Velho.

Airton Artus ressaltou que o maior objetivo no momento é melhorar a qualidade de vida do produtor rural, facilitando o escoamento da produção, oportunizando a diversificação e promovendo o turismo em Venâncio Aires. “Estamos entre os maiores produtores de tabaco, de milho, de gado e de aipim do Estado. Precisamos de estradas com condições para agilizar o transporte e fazer esse dinheiro chegar ao bolso do agricultor”.

Entre os locais priorizados para receber asfalto no interior de Venâncio Aires está o “caminho dos Frigoríficos”, que já iniciou por Santa Emília e deve beneficiar ainda Linha Sapé, Picada Nova e Mariante (18 quilômetros) além de 12 quilômetros projetados para Linha Hansel (estrada velha para Santa Cruz do Sul), Linha 17 de Junho, trecho entre Santa Emília e Teresinha e trecho entre Picada Nova e Palanque.