Operação Barbeiro, desencadeada nesta terça-feira pelo Ministério Público, com apoio da Polícia Civil e Brigada Militar, resultou na prisão de três pessoas em Venâncio Aires e uma em Lajeado.

Segundo o MP, um dos presos é o investigador Roberto Chagas, que atuava na Polícia Civil de Venâncio Aires. Ele é acusado de facilitação a pessoas envolvidas com jogos de azar, tráfico de drogas e estelionato. O policial foi preso e será encaminhado à sede do GOE, em Porto Alegre.

Em Venâncio também foram presos Luís Cálvio Ferreira, o Zé Colmeia, 48 anos, e Vitor Leandro de Freitas, 20 anos. O primeiro é acusado de tráfico de drogas. Na casa dele e de um familiar, no bairro Morsch, foram apreendidos cigarros de maconha, mais de 60 gramas de cocaína, uma porção de haxixe e um revólver Taurus, calibre 38, com a numeração raspada, além de munição. Também foram apreendidos dinheiro e um Ford Fiesta, ano 2015.

Foto: Alvaro Pegoraro / Folha do MateParte dos anabolizantes apreendidos
Parte dos anabolizantes apreendidos

Com Freitas, que é filho de José Telmo de Freitas, preso sexta-feira na praia de Imbé (estava com madado de prisão), foram apreendidos anabolizantes, mais de R$ 1.700, um revólver, uma pistola e munição.

Em Lajeado foi preso Ronaldo Santim, que é acusado pelo MP de ter envolvimento com máquinas caça-níqueis. Com ele também foi apreendida uma pitola calibre 9 milímetros.

Veja a cobertura completa na edição impressa de quarta-feira.

LEIA MAIS:

Ação do MP e da Brigada prende policial civil e suspeitos de tráfico em Venâncio