Passagem de ônibus sobe R$ 0,20 em Venâncio

Venâncio Aires encerra 2013 com aumento de 8% na tarifa do transporte coletivo. O reajuste de R$ 0,20 coloca a passagem no perímetro urbano dos atuais R$ 2,50 para R$ 2,70. A passagem de ônibus urbano na cidade não sofria reajuste desde agosto de 2012, quando passau de R$ 2,40 para R$ 2,50.

 

O secretário municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Gerson Campos, explica que a Chimatur, empresa concessionária responsável pelo transporte público, foi quem entrou com o pedido de reajuste nos preços. “Nos ofereceram sua tabela de custos, a qual foi analisada, e chegamos à conclusão que essa majoração era devida”, salienta.

Segundo Campos, as tarifas se mantiveram estáveis desde 2012, devido à abolição de alguns impostos da área. “Nesse meio tempo os insumos, inerentes do transporte coletivo, tiveram aumentos significativos, mas a tarifa se manteve a mesma”, declarou. Conforme o secretário, aumentos no combustível e outros gastos legitimaram o aumento da tarifa.

O sócio-proprietário da empresa Chimatur Transportes Coletivos, Adalberto Hamester, relata que o reajuste foi feito de acordo com a inflação. “Pela planilha, o reajuste precisaria ser maior, mas repassamos apenas a inflação. Por exemplo, tivemos mais de 20% de aumento no óleo diesel. Também renovamos a frota no ano passado. O último reajuste na passagem foi em agosto de 2012 e a inflação desde então foi de cerca de 8%”, argumenta.

Apesar de a cobrança estar prevista para entrar em vigor somente na quinta-feira, 2 de janeiro, a reportagem constatou que algumas linhas já estão cobrando o valor desde ontem. O decreto, que informa o reajuste, está fixado junto aos ônibus, é de 24 de dezembro. Questionado sobre essa situação, Hamester informou que desconhecia o fato e iria averiguar o caso com os motoristas.

 

Protestos no País:

No Brasil em 2013, a alta nas tarifas do transporte público foram o estopim das manifestações que tomaram conta das ruas. Em Porto Alegre, por exemplo, estudantes organizaram uma grande manifestação com a adesão de milhares de pessoas contra o aumento da passagem de ônibus de R$ 2,85 para R$ 3,05. Na capital gaúcha, em 4 de abril, uma ação movida pela bancada do PSOL na cidade foi acatada pelo Judiciário e fez a passagem retornar a R$ 2,85.

O cenário nacional começou a ser tomado por protestantes em 6 de junho na capital paulista, São Paulo. 1 milhão de brasileiros aderiram aos protestos do dia 20 de junho, ocupando as ruas de quase todas as capitais do País. A frase marcante foi: “Não é só pelos 20 centavos”.

 

*Colaboração Vanessa Behling

Confira a reportagem completa no flip ou edição impressa de 31/12.