PMDB aposta no vereador Nilson Lehmen para retornar à prefeitura

-


PMDB aposta no vereador Nilson Lehmen para retornar à prefeitura

Nos bastidores dos partidos de oposição vêm se alinhavando, nas últimas semanas, os rumos para as eleições de outubro. A menos de dois meses das convenções municipais, apenas o governo confirmou a dobradinha Airton Artus/Giovane Wickert na busca pela reeleição.

Depois de realizadas algumas consultas de rua, por alguns partidos, e analisados os percentuais da pesquisa encomendada pela Folha do Mate, uma nova consulta pública coloca em decisão a chapa de oposição. Os presidentes dos partidos aguardam o resultado dessa pesquisa para dar esse novo passo e começar a trabalhar a campanha. O cenário atual indica uma coligação entre PMDB, PTB, PP, PSB, PSDB e PRP, que são as siglas que vêm se reunindo quase semanalmente.

Na pesquisa que está nas ruas, é o nome definido pelos peemedebistas que aparece na maioria das simulações como pré-candidato a prefeito: vereador Nilson Lehmen. Conforme o presidente do PMDB, vereador Paulo Mathias Ferreira, até a próxima semana deve sair o resultado, que apontará, enfim, os candidatos à majoritária pelos partidos fora do governo. Segundo ele, seis alternativas de chapa a prefeito e vice estão sendo apontadas. Dessas, cinco colocam Lehmen como candidato a prefeito. As opções são: Nilson e a vereadora Izaura Landim (PP); Nilson e o médico Sandro Hansel (PSB); Nilson e o vereador Celso Krämer (PTB); Nilson e a advogada Juçara Ferreira (PSDB); Nilson e o ex-vereador Nestor de Azeredo (PSB); e ainda a alternativa que coloca Krämer como prefeito e Nilson como vice.

é apostando na aceitação pública e na juventude do vereador de apenas 28 anos que o PMDB definiu Nilson como o candidato. Segundo o presidente do partido, além de Lehmen ter ido bem na pesquisa e não ter índices de rejeição, outro fator que contribuiu para essa definição foi a decisão do ex-prefeito Almedo Dettenborn de não concorrer e apenas apoiar a sigla. “Nilson é o nome confirmado para o PMDB”, garantiu Ferreira. Para o presidente, a aposta é grande no nome e a expectativa é de que Nilson lidere a nova pesquisa. “Tem tudo para crescer e acreditamos na vitória”, assegurou.

 

QUEM TEM VOTO

Em contato com o presidente do PTB, Celso Krämer diz que, na verdade, são cinco as alternativas da pesquisa, excluindo a dobradinha Nilson/Sandro Hansel, como anunciou Ferreira. Acrescenta que os partidos têm um acordo de que cada um indicaria apenas um pré-candidato e com isso seria realizada uma pesquisa e os dois mais bem colocados seriam, respectivamente, candidatos a prefeito e vice.

Além disso, informa que, além da organização da pesquisa estar sob responsabilidade dos petebistas, os gastos estão sendo custeados pelo PTB, que ainda aproveita a consulta para questionar assuntos de interesse do partido, com perguntas espontâneas sobre o candidato a prefeito e nomes para a proporcional.

Sobre o nome indicado pelo PMDB, Krämer afirma que foi uma boa escolha, mas que não concorda com nenhuma definição ou coligação enquanto não sair o resultado. “Estávamos aguardando um nome novo, uma renovação. O PTB renovou seus quadros e agora o PMDB  também”, analisa. Volta a reafirmar que precisa ser um candidato quem tenha voto. “Não adianta dizer que é mais bonito, mais rico ou maior. Tem que ter voto”, concluiu.

 

TUDO PODE MUDAR

Para o presidente municipal do PSB, Nestor de Azeredo, o PMDB largou na frente, apresentado o seu candidato e agora procura um vice que, ao lado de Lehmen, esteja a contento da população para enfrentar a chapa governista. “Entre os partidos que indicou e permitiu que tivessem nomes nessa pesquisa está o PSB, mas isso não quer dizer que esteja algo selado”, afirmou.

Acrescenta que negociações estão havendo, mas que é necessário aguardar o resultado da pesquisa, para então analisar e ver qual seria o vice de maior potencial. “Tudo pode mudar. Mas em poucos dias os partidos vão se decidir.” Azeredo garante que há um consenso e uma harmonia de que aquele que se ‘sair bemÂ’ na pesquisa terá o apoio de todos os partidos. Questionado sobre a repercussão do nome de Nilson entre as demais siglas, afirma que não há nenhuma resistência em relação à escolha peemedebista.

 

CHAPA DE POTENCIAL

Para o presidente do PP, Ailto Melo, o momento é de avaliação e de busca pelo entendimento e consenso. “A pesquisa dará base para essa definição.” Com duas pesquisas internas e a análise dos índices, a vereadora Izaura Landim aparece como a indicação dos progressistas. Melo, no entanto, afirma que não há definições, e, sim, sugestões de cada partido. Destaca que não se deve ter urgência na decisão, pois o prazo das convenções se encerra apenas em 30 de junho. “Para estas eleições temos que lançar nomes com potencial de chapa e não individual. Por isso nessa pesquisa estamos apresentando diferentes opções de dobradinha”, acrescenta.

 

MELHOR COMPOSIçãO

Outro nome que figura entre as alternativas da pesquisa é da advogada e presidente municipal do PSDB Juçara Ferreira. Colocando seu nome à disposição do grupo, disse que vai aguardar o resultado da pesquisa para então se reunir com o partido, independente do nome que for apontado como vice. “Essa pesquisa é uma prévia para vermos a melhor composição”, salientou.

Sobre a indicação do PMDB, disse que, particularmente, gostou da escolha. “é um rapaz de futuro promissor na política, que não tem rejeição. Essa, sim, é uma novidade”, avaliou.

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes