Brigada terá reforço no efetivo durante a Operação Papai Noel

-

Iniciou ontem, em Venâncio Aires, mais uma edição da ‘Operação Papai Noel’. Durante todo este período natalino e das festas de fim de ano, a Brigada Militar receberá reforço no efetivo, com a intenção de evitar ações criminosas, já que neste período há uma maior circulação de dinheiro, principalmente na área comercial.

Para dar tranquilidade aos comerciantes e às pessoas que irão às compras, a BM montou uma estratégia de atuação. A principal é dar visibilidade ao seu trabalho, através de rondas a pé e motorizada, e de abordagens rotineiras. “Vamos intensificadas as ações de contenção, especialmente junto ao transporte coletivo e aos veículos em geral, como forma de marcar a presença da Brigada Militar no exercício de polícia ostensiva”, avisou o sargento Moura.

O aumento do policiamento a pé, na área comercial, é o que mais marca a ‘Operação papai Noel’. Desde ontem é possível ver policiais militares, em duplas, circulando pelas ruas centrais. ‘É uma época em que aumenta muito o fluxo na área comercial, de dinheiro e de pessoas, por isso primamos em levar mais segurança a toda a comunidade”, observou a capitão Michele da Silva Vargas.

O reforço será feito, basicamente, soldados recém formados, no pólo de Rio Pardo. Dois deles (de um total de 864) permanecerão em definitivo na Capital do Chimarrão.

Orientações

Mas não basta a BM fazer a sua parte ostensivamente, marcando presença nas ruas, realizando abordagens e identificando quem circula pela área central, se os comerciantes e demais pessoas da comunidade não fizerem a sua. Uma das orientações, para as pessoas que vão às compras, é de carregar o mínimo de dinheiro possível, para não chamar a atenção.

A orientação da comandante da 3ª Companhia é que os pagamentos sejam feitos com cartões bancários, pix ou outras formas que não seja o uso do dinheiro em espécie.
Aos comerciantes, a orientação é clara: “Se desconfiarem da conduta de pessoas que fogem à normalidade, anotem as características das roupas, acessórios, veículos e a direção que seguiram e entrem em contato conosco”, pediu a capitão Michele. “Só assim, segue a oficial, será possível fazermos uma averiguação”.

“Orientamos os clientes para que, preferencialmente, utilizem de cartões [bancários ou de crédito], pix ou outras formas de pagamento, evitando ter em mãos grande quantidade de dinheiro,.”

MICHELE DA SILVA VARGAS
Cap., comandante da 3ª Cia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes