Delegado Cano indicia duas pessoas por latrocínio praticado em Venâncio Aires

-

O delegado Felipe Staub Cano concluiu e encaminhou ao Poder Judiciário um inquérito policial que apura um crime praticado por volta das 5h30min do dia 11 de setembro deste ano, no bairro Macedo, em Venâncio Aires. Um homem de 40 anos foi morto com um golpe de faca e os suspeitos de envolvimento no crime são um homem, de 33 anos, e uma adolescente, de 17 anos. Eles responderão por latrocínio (matar para roubar).

As investigações chegaram a conclusão que a vítima estava em uma boate e que depois foi para o centro da cidade, onde se encontrou com seus algozes. Joel Trombini saiu de carona em um carro, acompanhado pelo homem de 33 anos, a menor de idade e uma quarta pessoa.

E foi justamente este quarto indivíduo que ajudou a esclarecer o crime. “Mataram ele para roubar sua correntinha e um anel de ouro para trocar por drogas”, explicou o titular da Delegacia de Polícia.

Segundo o delegado, o homem de 33 anos dirigia o carro e a vítima estava no banco, ao seu lado. A menor de idade e o outro rapaz estavam no bando de trás. Perto do cemitério Vila Rica o motorista parou, abriu a porta do caroneiro, lhe desferiu um golpe de faca e pediu suas jóias.

A vítima caiu e o homem de 33 anos e a adolescente foram até Santa Cruz do Sul, onde trocaram as jóias por drogas. “E depois combinaram uma versão, dizendo que foi a garota que esfaqueou o Joel e também disseram que a faca era da vítima”, revelou Cano. Tronbini foi socorrido, mas morreu horas depois, no Hospital São Sebastião Mártir.

Foram instaurados dois procedimentos (um para o maior de idade e um para a adolescente) e os suspeitos responderão por latrocínio. “É a pena mais grave do Código Penal”, observou o delegado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes