Apenados foram retirados das celas para que fossem feitas as revistas (Foto: Susepe/Divulgação)

A Polícia Civil de Santa Cruz do Sul, com apoio da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), desbaratou parte de um esquema que era comandado de dentro da Penitenciária Estadual de Venâncio Aires (Peva).

De acordo com o delegado Alessander Zucuni Garcia, titular da 2ª Delegacia de Polícia, um dos detentos da casa prisional da Capital do Chimarrão era o mentor do golpe, aplicado com o uso de um celular.

O golpe, denominado de ‘falso depósito’, era aplicado em pessoas que pretendiam vender veículos e outros objetos de menor valor. O golpista acertava a compra e simulava um depósito, que não se concretizava. Neste meio tempo, uma pessoa buscava o carro ou o outro objeto negociado e a vítima só descobria posteriormente que o dinheiro não havia chegado na sua conta.

Segundo o delegado Alessander, sete mandados de busca e apreensão foram cumpridos e foram apreendidos dois automóveis (um Corsa e um Sandero), além de videogames e televisores. Na Peva os agentes recolheram cinco celulares. O delegado suspeita que o bando aplicou mais de 30 estelionatos. O nome do preso não foi divulgado.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome