Mais seis policiais para atuar nas Patrulhas Maria da Penha na região

-

Na tarde desta sexta-feira, 6, data que celebra o Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres, no Auditório do GBOEx, em Porto Alegre, ocorreu a cerimônia de formatura de mais 162 policiais militares no Curso das Patrulhas Maria da Penha.

O curso foi realizado de 3 a 5 de dezembro. Após 30 horas de instrução que abordou temas como estatística da violência doméstica e familiar no Rio Grande do Sul, polícia comunitária, aspectos gerais sobre violência de gênero e a Lei Maria da Penha, os policiais militares estão aptos a integrarem as Patrulhas Maria da Penha, iniciativa da Brigada Militar que, desde 2012, busca o enfrentamento qualificado desse tipo de violência.

Para reforçar o combate à violência contra a mulher, novos policiais do Comando Regional do Vale do Rio Pardo (CRPO/VRP) tornaram-se aptos a atuar nesta missão. Três policiais do 35° Batalhão de Polícia Militar (35° BPM): sargento Goulart e soldados Gall e Otaran, de Cachoeira do Sul, e três do 23° BPM: soldados Michelli, Gláucia e Müller, de Santa Cruz do Sul.

“É uma questão social grave. Aprendi na capacitação sobre a importância de se ter empatia e se colocar no lugar das vítimas da violência e entender principalmente o aspecto psicológico. É importante frisar que a violência física é o último processo, pois a violência psicológica se desenvolve como um processo silencioso, que progride, muitas vezes, sem ser identificada, deixando marcas em todos os envolvidos e, geralmente, evolui e eclode na forma da violência física”, frisou a Soldado Müller, de Santa Cruz do Sul.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes