Ciclista foi atingido por um automóvel. (Foto Arzélio Strassburger/Bombeiros Voluntários de Candelária/Divulgação)

O ciclista morto domingo à noite, em um acidente na RSC-287, em Candelária, é uma das nove vítimas do trânsito no feriadão da Revolução Farroupilha. Dados do Departamento de Trânsito (Detran) mostram que 20.908 veículos foram fiscalizados nesta edição da ‘operação Viagem Segura’, sendo registradas 12.314 infrações. No feriadão foram recolhidos 622 veículos e 268 carteiras de habilitação irregulares.

Os órgãos de segurança registraram 233 acidentes nos quatro dias da Viagem Segura, que resultaram em 182 feridos e nove mortos no local (média de 2,25 mortes por dia). No ano passado, 21 pessoas morreram em cinco dias (4,2 por dia em média), em decorrência de acidentes de trânsito (contabilizando aqui o acompanhamento das vítimas até 30 dias após a ocorrência). Entre os anos de 2007 a 2018, o feriado Farroupilha teve, em média, 6,24 mortes por dia.

Os órgãos de fiscalização aplicaram 5.225 testes de etilômetro e autuaram 88 condutores por embriaguez, dos quais 18, além de responderem por infração administrativa, foram enquadrados em crime de trânsito e encaminhados a delegacias. Outros 188 foram autuados por recusa ao teste do etilômetro. Todos esses 276 condutores sofrerão as sanções administrativas do Código de Trânsito Brasileiro: multa de R$ 2.934,70 e suspensão do direito de dirigir por um ano (além da retenção do veículo e do documento).

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome