Da esquerda para a direita: Galo, Krämer, Cherini, Kappel, Schwengber e Saner (Foto: Luis Henrique Kittel/Divulgação)

Um dia depois de ter a confirmação de que foi expulso do Progressistas, o presidente da Câmara de Vereadores de Venâncio Aires, Eduardo Kappel, foi anunciado como integrante do PL. A adesão à legenda foi acertada nessa sexta-feira, 30, entre Kappel e o presidente estadual do partido, deputado federal Giovani Cherini. Eles se encontraram na Escola do Chimarrão, na Expointer, em Esteio, na Região Metropolitana de Porto Alegre.

Mais do que filiar Kappel, Cherini elevará o novo membro à presidência. “Em setembro, estarei em Venâncio Aires especialmente para participar da assinatura da ficha. Ele será o presidente do PL na Capital do Chimarrão e vamos trabalhar o seu nome como pré-candidato a prefeito”, disse Cherini, acrescentando que Kappel será responsável por montar uma “forte nominata para o Legislativo” em razão das eleições municipais de 2020.

Para Cherini, “a hora de experimentar os nomes é agora, para sabermos quem tem e quem não tem trânsito em outras siglas e junto à comunidade”. De acordo com ele, a intenção do PL é apresentar candidatos à Prefeitura nos principais municípios do Rio Grande do Sul no próximo ano e Venâncio Aires está entre eles. “Primeiro, temos que pensar em coisas maiores. No meio do caminho, lógico que podemos ter negociações”, declarou.

MOTIVADO

Sobre o novo momento, Kappel afirmou que está motivado para fortalecer o PL em Venâncio Aires. “Fui convidado pelo deputado Cherini e confirmei a minha filiação. Vou assumir a presidência e o Samuel (Saner, atual presidente do PL na Capital do Chimarrão) será o meu vice”, afirmou. Kappel disse ainda que vai analisar a possibilidade de concorrer a prefeito em 2020. “É um desafio, preciso pensar com calma”, concluiu o vereador.


“Polêmico é a palavra que define o Duda (Eduardo Kappel). Ele tem umas atitudes um pouco diferentes, mas eu sempre aposto que as pessoas podem melhorar. Com a idade, a gente amadurece”.

ISMAEL SANER – Presidente do PL de Venâncio Aires


SEM DESCONFORTO

  • O presidente do PL em Venâncio Aires, Samuel Saner, que é cargo em comissão (CC) na Prefeitura – responsável pelo Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC) -, assegurou que não há desconforto pelo fato de repassar o comando do partido a Kappel. Saner comentou que as tratativas com o novo integrante vinham ocorrendo há mais tempo e, como a expulsão do Progressistas foi confirmada, o PL resolveu definir logo a filiação.
  • Diferente do que sugeriu o deputado federal Giovani Cherini, Saner acredita que o PL deve apoiar a reeleição de Giovane Wickert (PSB) e Celso Krämer (PTB). “Vamos todos tralhar com a finalidade de fazer o nosso partido crescer em Venâncio Aires, mas penso que devemos estar juntos com esta Administração no ano que vem. Estamos no governo e, até a eleição municipal, é bem provável que que o apoio seja confirmado”, avaliou.

PRESENÇAS 

Participaram do encontro entre Giovani Cherini e Eduardo Kappel, o vice-prefeito de Venâncio Aires, Celso Krämer (PTB); o vereador Clécio Espíndola, o Galo (PTB); o diretor executivo da Escola do Chimarrão, Pedro Schwengber; e o atual presidente do PL na Capital do Chimarrão, Ismael Saner.

Sobre o fato de Eduardo Kappel estar respondendo a processo por exploração de prestígio, Cherini disse que “ele é combativo, polêmico e fala o que pensa, por isso muitas vezes é incompreendido, mas prefiro os corajosos que erram e pedem desculpas do que quem não está disposto a arriscar”.

LEIA MAIS: 

Presidente da Câmara, Eduardo Kappel é expulso do Progressistas

Depois de ser expulso do Progressistas, Eduardo Kappel deve se filiar ao PL

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome