Helena foi eleita presidente da Mesa Diretora na segunda-feira, 23 (Foto: Alvaro Pegoraro/Folha do Mate)

Três dias depois de ser eleita presidente da Câmara para 2020, último ano da atual legislatura, nessa quinta-feira, 2 de janeiro, Helena da Rosa (MDB) já estava no Poder Legislativo de Venâncio Aires, logo pela manhã, para tomar as primeiras decisões como comandante da Mesa Diretora. Cargos em comissão (CCs) indicados por vereadores da base governista foram substituídos e há intenção de elaborar um planejamento para realização de reformas no prédio da Câmara, que tem problemas como infiltrações.

A primeira confirmação saiu ainda pela manhã: Lovane Fischer (PTB) volta à Casa como diretora-geral, cargo que ocupou até meados de agosto, quando deu lugar a Tata Haussen (PTB). Assessorias jurídica e de imprensa também terão novidades, mas para isso Helena vai se reunir com integrantes da Mesa Diretora e colegas que deram suporte na sua eleição. Eduardo Birkhan e Mateus Deitos da Rosa – indicados por PL e PTB, respectivamente – e Giuliane Giovanaz, indicação do PSB, deixaram suas funções no Legislativo.

Ao longo do dia também foram confirmadas as exonerações de Marco de Brito Lopes (chefe de setor), Jaqueline Gonçalves dos Santos (chefe de gabinete), Fabiana Stein Silveira (diretora administrativa), Franciele Wildner (diretora legislativa). A única ‘poupada’ foi a chefe de setor Denise Uhlmann, indicação do vereador Zé da Rosa (PSD).

“Assim como os demais presidentes tinham suas pessoas de confiança nestes cargos, eu preciso ter as minhas. A Lovane eu já confirmei porque é minha indicação, pela experiência e conhecimento. O restante dos CCs vou definir em consenso com os demais vereadores. Nossa chapa é pluripartidária e queremos fazer tudo muito democraticamente”, disse a nova presidente da Câmara. As alterações serão anunciadas aos poucos, para que até o dia 3 de fevereiro, data da primeira sessão de 2020, os espaços estejam preenchidos.


“Vou reunir a Mesa Diretora e os demais vereadores que apoiaram a minha chapa para tomarmos algumas decisões em conjunto, pois quero que a democracia impere na Câmara. Sobre reformas que precisam ser feitas na estrutura física, faremos um levantamento, com calma, para definir o que é realmente prioridade.”

HELENA DA ROSA – Presidente da Câmara


VOTAÇÕES

Helena da Rosa descartou a possibilidade de prejudicar o governo no que se refere às votações no Legislativo. “Os projetos de importância para a comunidade terão nosso apoio”, garantiu ela, ao comentar eventual retaliação à Administração, que recentemente exonerou todos integrantes do MDB, inclusive Nilson Lehmen e Joice Battisti Gassen, que eram secretários de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo e de Educação, respectivamente. “Embora algumas pessoas deste governo estejam dizendo que fomos para a oposição, temos clareza de que não vamos prejudicar a população”, argumentou.

Helena da Rosa (MDB), Ana Cláudia do Amaral Teixeira (PDT), Nelsoir Battisti (PSD) e Ciro Fernandes (PSC): Mesa Diretora da Câmara para 2020 foi eleita na noite desta segunda-feira, 30 (Foto: Carlos Dickow/Folha do Mate)

LEIA MAIS: 

Em sessão extraordinária, Helena da Rosa é eleita presidente da Câmara

Oito CCs da Câmara de Vereadores de Venâncio são exonerados

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome